01 fevereiro 2011

Ahhhhhh! Santa Paciência, Cadê Você?

                                                                           
Ninguém, a não ser quem tem um filho de três anos, mesmo que recém-completados, pode imaginar o que eu passei entre ontem e hoje com o meu doce e querido Lucca.
Resumindo: teve briga com o primo Gui para não emprestar seus brinquedos, birra no shopping com direito a se jogar no chão chorando e gritando, puxou o cabelo da Tia Andrea (queridíssima tia da escola do ano passado, que vem me dando uma forcinha com ele durante as férias) quando ela tentou colocá-lo no carro, e, fechando com chave de ouro, deu escândalo, dos feios, numa loja de sapatos que tem aqui na esquina de casa quando fomos lá trocar um par que comprei do tamanho errado.
E não pensem que, em alguma dessas situações, ele estava sendo injustiçado, com fome ou sono, entediado ou irritado. Só para constar, o Gui lhe empresta todos os brinquedos quando o Lucca o visita em sua casa. O Lucca não deixa o coitadinho brincar com nada quando vem aqui. Fomos ao shopping para ele brincar no parquinho, e não para submetê-lo a uma torturante tarde de compras. A Tia Andrea foi apenas colocá-lo no banco de trás do carro para irmos embora. E a troca de sapatos não durou dez minutos. Até porque acabei nem trocando. 
O estopim aqui foi a p*rr@ do IPhone. Ocorre que ele está viciado em assistir ali os vídeos do Thomas no youtube. Se ele vê o bendito aparelhinho, quer porque quer e, sem olhar para os lados ou para baixo, pisa, grita e exige-o em suas mãos imediatamente.
O pai dele me ligou e eu apenas tirei da bolsa para atender. Com o sinal ruim, fiquei tentando retornar a ligação. Ele viu e começou a gritar que queria. E eu tentando ligar. E ele puxando meu vestido. E gritando que queria. E chorando. E o sinal nada. E eu nada de conseguir falar com o Fabricio. E ele chorando.
Desisti, mais por vergonha do escândalo do que por convicção, e dei o aparelho nas mãos do pequenino mandão.
Nesse momento, aparece a foto do pai, o telefone toca e duas opções aparecem: atender ou recusar. Ele não teve dúvidas: recusou na hora e tratou de procurar seus vídeos. Não me segurei e soltei um baita palavrão, peguei minhas coisas, tirei o telefone dele, ele gritava desesperado, a loja inteira me olhou com cara de desaprovação + pena + que louca! + pra que tem filhos se é pra tratar assim? + some logo pra eu poder comprar meus sapatos em paz! Sumi do local e não volto lá antes da renovação de toda a equipe de vendas...rs!
Gente! Que doidera! Perdi totalmente o equilíbrio. Mas, eu tenho motivos pra isso. Sei que ele já tem bastante discernimento e fiquei muito p. da vida por ele ter me desobedecido e ter desdenhado da minha autoridade em todo o conjunto da obra.
Cheguei em casa, mandei-o pro quarto liguei a TV, ele deitou na cama com a Vó Beth e lá ficou enquanto eu e o Fabricio fizemos nosso intervalo semanal para meditações e orações - e eu super no clima, quase soltando fogo pelo nariz...rs!. Ao terminarmos, já estava bem mais calma e nós três nos sentamos com ele na cama e conversamos. Ele prometeu não fazer mais isso, reconheceu que estava errado, pediu desculpas e falou para o pai por três vezes: - "Me deixa que eu estou nervoso" - Imagina se pode!!!
No fim das contas, a Vó me chamou para uns conselhos, me mandou ler este artigo, ter paciência e me pediu para perdoá-la por possíveis beliscões que ela possa ter me dado (e me deu, sim! rs...) na minha infância.
Ela foi pra casa dela e, eu e o Fabricio ficamos na sala conversando e eu li o artigo. Ótimo, por sinal! Minutos depois, diante do silêncio do meu pequeno, fomos ao quarto olhá-lo e, acreditem, estava dormindo, na minha cama, diante da TV passando o filme do Thomas, com a paz dos justos no semblante.
Bateu o remorso, a culpa. Mas, logo a voz da consiciência me chamou a atenção e me lembrou que sou mãe dele. Que eu devo ensiná-lo a diferenciar o certo e do errado e, que se eu não fizer isso, a vida o fará de forma bem mais cruel.
E assim, só tenho uma pergunta e uma constatação: 1- Se esses foram os dois primeiros dias dos três anos de sua vida, como serão os outros trezentos e sessenta e três dias? 2- É, eu tô ferrada...

22 comentários:

Fernanda disse...

Ai gente...ai que as coisas começam a ficar dificeis! Educar não é moleza não! E se te consola, Felipe com apenas 1 ano tbm dá escandalo por causa do bendito iPhone! Quer saber? Culpa nossa nada! A birra é culpa do Steve Jobs!

Ana disse...

Eita que agora eu tô mais conformada.
Não é só comigo. Kkkk
O meu ano passado me fez pagar, cortar a lingua fazendo o um belo escandalo no shopping, supermercados, etc.
É osso.
Mas, como a gente não acha que a escola, a vizinha, a tia e qualquer outra pessoa tem que educar e a gente só para passear, vamos penar, penar muito. Rs
Beijos!

Tica disse...

e eu aqui achand que só Pedro era bravo, teimoso. Comigo acontece muito quando estou na missa........ele grita e fica cantando as musicas do Patati Patata.Mas vamos continuar a luta e educar da melhor forma........mas que tira a gente do serio , tira .
Força, que tudo melhora, isso acho que as vezes é teste pra ver o quanto vai a paciencia da gente.
bjs

Luana disse...

hahaha.
A Fernanda tem razão. A culpa é do Steve Jobs!

Por aqui estou vivendo a mesma coisa com o Davi, que completa 3 em março. Tudo quer e quando não tem, faz o maior escândalo. E pra todos eu que sou a louca e não ele que é o malcriado!
E ta pior porque não quer emprestar nada para o Caio, seu irmão mais novo, além de bater nele muitas vezes. Fico o dia todo apartando brigas e gritando que nem louca. Lógico, porque ninguém e de ferro né!

Estou torcendo por você!

Um beijo,
Luana
www.maemorial.blogspot.com

Cristiane disse...

Oi Gi,
Incrível, mas parece que vc estava falando do Enzo nesse post hahaha, é isso querida....nossos rebentos estão cada dia mais terríveis.
Enzo está igual ou pior que o Lucca, o bom disso td é que sabemos que é fase e que, Deus queira, passe logo.
Já passei cada vexameee que nem dá pra imaginar....e esses trens do Thomas, Jesuuuuiiiiiissss....numguentomais, onde vms temos que levar um dos trenzinhos, e se esquece imagina o escândalo?!!! affff
Bjão pra vcs!!

É bom demais ser mãe disse...

Pois é a gente perde a paciência e depois que tudo se acalma da uma dor profunda...mas com a ajuda de Deus venceremos, pq só Ele para nos dar uma guia para educar nossos filhos.

Ju e Lipe disse...

Gi, nada do que você descreveu me assuta, passo isso por diversas vezes na semana, e até no dia. O meu filho tem personalidade forte e tudo questiona, e fala seus sonoros nãos... onde quer... e eu não ligo pros outros educo e o repreendo messsmo!!
bjos

Mary disse...

Gi, Lucca fez 3 aninhos e está crescendo. Aos poucos, vai perdendo o posto de "bebê" da casa e ele sabe disso.
Talvez as birras sejam só uma maneira que ele encontra pra não crescer tão rápido assim, pra continuar sendo o bebezão da mamãe, que adora um colinho e um afago. Ele não entende isso, e nem muito menos os próprios pais, mas por ver os amiguinhos crescendo agindo de maneira mais "criança" e menos "bebê", talvez ele se assuste um pouquinho...
É difícil mesmo, pq nesses momentos de birra e estardalhaços, a gente não pode ceder qdo eles querem desafiar a autoridade, mas a prova de que ele ainda quer ser pequenininho como antes, é q ele dorme como um anjo na cama da mamãe, como todas as criancinhas fazem, e como, talvez, ele tenha feito nos ultimos meses, antes de fazer 3 anos e porventura, ouvir de alguns que ele está ficando "um moço"!.

nhirla disse...

Ola Giovana, olha nunca mais comentei mas sempre leio aqui.
Primeiro parabéns para o Lucca!!
Segundo,este post é meu!
Elis tb de 03 anos ta tao teimosa, birrenta, mandona...O que acho pior é a cara do povo qdo eles armam o circo, ng tem pena da mãe, só dessas criaturinhas!
Seio eu digo umas 452 vezes no dia:Jesus me dê paciência!!Mas acredito tb que é fase, amém né?
Que Deus te abençõe. E que a alegria do Senhor te preencha!

O lord da diva disse...

Nossa que situação!!!Olha o Matheus com 1 ano começou a se jogar no chão, mais tem uma boa diferença de "entendimento" entre o Theus e o Lucca né.. Imagino eu no seu lugar acho que não teria agido tão bem...
E não se sinta culpada não viu voce esta de parabéns! que deus me de tanta paciência e sabedoria para não fazer o errado nessa situação...
bjs

Grazi, mãe do Principe disse...

Oi Gi, poxa nem me fale , meu pequeno com 2 anos e 1 mes ja tem dessas viu .
Temos que ter paciencia , e não adianta tem horas que não aguentamos mesmo , bom fazer o que temos que educar . bem vinda ao clube viu . rsrsrs

bjus e boa sorte !!!

Família Iki disse...

Oi Gi.
É bom lembrar que antes de mãe somos seres humanos,e o pior mulheres rsrsrs, mas é normal, acontece com todas nós mães.
Bjinhos
Paula e Isa

Valquíria disse...

Gi, a gente te entende passamos pelo o mesmo que vc e tem horas que perdemos mesmo o equilibrio não é só contigo não. E é como vc disse nós temos o dever de mostrar a diferença entreo certo e o errado p/ eles!beijos flor
Val e Gui

Miguel...Presente de Deus disse...

Gi o Miguel também não pode ver meu telefone que logo pede pra ver os videos da Galinha pintadinha.
Agora te confesso que fiquei com o coração apertado,com peninha do Lucca,rs
Mas te entendo,eu as vezes explodo com a birras do Miguel também e como toda mãe logo bate o arrependimento e a culpa de ter brigado, mas temos que parar e lembrar que as vezes isso é necessario repreende-los.

Bjocas em vcs

Carla e Miguel

Ivy disse...

Jura que ainda rola isso com três anos?? Ai Jesus, pensei que ia melhorar.... Clarissa está com dois anos e está completamente viciada no iphone. Um saco!! O pai chega em casa e ela liga no automático: phone, phone, phone, phone, atéeeeeeeeeee a gente dar o bendito!! Já chegamos ao extremo de forçar uma rehab, só dando o iphone nos finais de semana...Mas a verdade é que muitas vezes utilizamos o iphone como um acalma criança (no restaurante é ótimo!!), mas basta precisar do telefone (sim, é um telefone, não um brinquedo como ela teima em achar) e a crise está instalada!! Enfim, acho que a Aple deveria subsidiar aparelhos para mães com filhotes viciados!!!
obs: mas foi bom saber que esse vício não é mérito só daqui de casa.

Nine disse...

Gi, passei por essa cena de birra escandalosa ainda agora, na hora do almoço, quando minha pequena tão fofa e meiga quis porque quis comer bolo no lugar do almoço, como nós não demos o bolo e dissemos que era do papá, voou prato de comida no chão, garfo, sobraram gritos e choro sentido até a hora de eu ter que sair novamente para o trabalho. Daí foi aquele escândalo me pedindo para não ir trabalhar...e eu chorei o caminho todo de casa até o trabalho.

Ela ainda tem 1a9m, mas já promete muitos dias assim...que Deus me ajude e ao meu coração para aguentar tantas emoções, rsrsrsrs

Educar não é fácil mesmo, mas pelo menos o Lucca já sabe que quando está nervoso, não quer papo, né?

Beijos,
força aí,
Nine

Tuka Siqueira disse...

Eita ferro!!! Criança com ataque de birra é uó! Eu tenho 2 chegando aos 3 anos em pouco mais de um mês. Que Deus me ajude e me dê serenidade pra isso, porque paciência já não tenho muita.

Abraços

Karine e Rafinha! disse...

kkkk....serão mais de 300 dias pra amar.....kkkkk.....não sei direito o que se sente nessa hora, pois nunca passei situações semelhantes, mas sei que vou enfrentar um dia...rsss...temos que pedir muita sabedoria a Deus e paz no coração....criança conhece nosso limite...mas sei que és capaz... vc é mãe!!!! mãe tem capacidade para tudo.

O mundo da Dani disse...

aaiiiiiiiiiii amiga, fiquei nervosa viu....esses guris quando quererm algo, affffffffffffff
mas vc esta certa fez tudo certinho... mas nao é facil viu...afaooooooo

bjus

Anônimo disse...

Ai, eu sempre tenho pena da mãe sim... Essas crianças aprontam muito!!! Como não vou ter pena se sou mãe e passo por isso?

Meu pequeno faz 3 anos mês que vem e também está nessa fase. Eu não quero nem saber dos outros, dou bronca mesmo, esteja onde estiver. E não tenho um pingo de pena dele depois!! Tenho pena é do tempo que perdermos brigando, quando o que mais queríamos era estar juntinhos brincando... Mas faz parte do crescimento deles e do nosso papel como mãe, né?
bjs e boa sorte!

Mãe aprendiz disse...

Oi Gi..estava com saudades de vc e seus posts..... Tambem ando sumida.Meu baby vai fazer 2 anos(nossa como passa rapido)e ja fez isso muitas vezes, pura Birra mesmo, quando quer algo. Precisamos de paciencia e muitas vezes perco e depois me sinto culpada.Mas quando a gente se afasta da situaçao, a gente ve que todas as MAES passam por isso, que Todas nos tentamos fazer o melhor possivel . Voce esta num momento especial, dificil, vai passar claro;mas acho que vc sempre se dedicou muito aqui e neste momento vc esta precisando do seu " tempo" necessario...quando menos esperar vc vai voltar a sentir a voltade de postar de novo e dividir como sempre suas alegrias e pensamentos. Esse tempo e muito importante para vc, e quem te segue e te gosta, sempre vira ver vc, nao importa se voce vai escrever todos os dias ou 1 vez por mes, sempre tera aqui MAES que como vc sempre ENTENDERAo seus reais motivos. Moramos tao perto , ja senti voltade de ir dar um abraco pessoalmente.. pq quer queira ou NAO vc ja faz parte da vida de algumas aqui....Quem sabe um dia a gente se encontra nos Shopping da Vida na HORA da birra deles e uma vai olhar para outra e dizer, Nossa !!!!!!! so muda o endereço,,,,,SAO TODOS iguais..., E Gracas a DEus sao todos iguais pq pelo que leio aqui,,,, ISSO e SAUDE, FAZ parte do AMADURECIMENTO dos pequenos.... Beijos e falei demais,rsssssss ET: Desculpa a falta de assentos nas palavras( meu teclado aqui).

Geovanna disse...

Ai Gi...adoro o jeito q vc escreve...dá pra imaginar a cena...rsrsr... morro de medo só de pensar nisso... tenho pavor de criança dando birra e pra variar, minha bebe de 9 meses deu pra isso agora...rsrsrsr.... se joga pra tráz quando quer allguma coisa... grita... ai Jesus... essa profissão de mão não é mole viu...rsrsr...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...