06 dezembro 2010

Pela Última Vez

Depois de um longo domingo e de uma curta noite de sono, resolvi tentar entender o motivo de estar tão chateada com a matéria da Folha de São Paulo.
Analisando todo o conteúdo como se meu nome não estivesse ali, e sim o de qualquer outra mãe blogueira, a primeira coisa que faria seria visitar o blog dela para entender que tipo de coisa ela posta ali para as profissionais que opinaram terem sido tão enfáticas em criticá-la. Acredito que, assim como existem boas mães, que zelam por seus filhos, existem aquelas que, talvez, mesmo sem querer, acabam agindo de forma equivocada e expondo demais seu filho, sem qualquer motivação para isso.
Mas, meu nome estava ali e eu não posto fotos do meu filho nu, não revelo seus momentos de intimidade, não posto cada minuto de seu dia, não revelo sua rotina, não divulgo qualquer coisa que possa ser ofensiva a ele nem hoje, nem no futuro.
Então, não entendi porque eu fui colocada ali. Afinal, dei uma entrevista a repórter da Folha sobre "blogs com histórias de crianças", palavras usadas por ela quando fez o primeiro contato comigo. Um assunto fofo, doce, um cantinho onde lembranças lindas são guardadas, um assunto em que valeria a pena receber um fotógrafo em minha casa, e sorrir para ele com meu filho no colo para ilustrar a matéria.
Cheguei então ao ponto da questão. Não foi a dureza das profissionais, que nem sequer tiveram o trabalho de conhecer o que faço para opinarem. Isso foi incompetência da parte delas e diante disso só podemos lamentar.
Fiquei chateada e imensamente contrariada de ter sido inserida numa matéria onde o foco principal da conversa não havia sido esse, onde não tive sequer o meu ponto de vista colocado já que o pouco que falei sobre isso poderia ao menos ter sido publicado, e o pior, não tive a oportunidade de dizer se queria ou não ser exposta, aí sim, com meu filho dessa forma.
O que essas pessoas fizeram, tanto a reporter, como as profissionais que opinaram, foi justamente ser as primeiras pessoas a deixarem gravadas na rede algo de negativo a respeito do que eu faço. Agora sim tenho e meu filho tem, injustamente, uma lembrança ruim para o futuro. É só ler os comentários postados na matéria, de pessoas tão ignorantes que nem sequer, da mesma forma que as profissionais, procuraram me conhecer para falar de mim.
O que outras mães fazem, eu não sei. Então, elas que procurassem alguém que expõe imensa e gratuitamente seu filho num blog e perguntassem se essa pessoa se proporia a ser julgada em rede nacional. Mas, considero que comigo foi injusto.
Injusto porque não considero uma exposição nociva o que faço aqui mas, até aí, opinião, cada um tem a sua. Respeitaria numa boa o que elas disseram, só não concordaria. Acho que, atualmente, é uma realidade inegável para pessoas de qualquer idade, a exposição pela internet. Só é preciso ter bom senso e isso sei que tenho.
Injusto porque existe uma grande preocupação minha em ajudar e aconselhar várias mamães, coisa que vem acontecendo há quase três anos e é o principal motivo de não ter privatizado meu blog até agora.
E, finalmente, injusto porque não foi me dado o direito de escolher estar ali, numa matéria tão pesada e triste, com uma foto minha sorrindo, com o Lucca no colo.
Importante dizer, para finalizar, é que eu estava ali, foi meu nome e minha foto. Mas, o recado foi para todas nós, mamães blogueiras. Todas as ofensas que estão lá nos comentários e toda a opinião equivocada dada pelas profissionais foram para nós, como um todo. Assim como não me conhecem, não conhecem a vocês também. E, no entanto, nos colocaram num único saco, generalizando de forma preconceituosa o que a gente faz com tanto carinho.
Bom, encerra-se aqui esse assunto. No final das contas, o saldo só foi positivo porque mais uma vez tive noção por aqui, pelo Facebook, pelo meu email, da quantidade de amigos que ganhei através deste cantinho e da comoção que isso tudo causou entre eles.
Agradeço a todos, do fundo do meu coração. E daqui pra frente, vida normal. Só tomando mais cuidado com as ciladas da vida.

Repercussão em outros blogs: (aos poucos vamos atualizando):
http://gravidaegata.blogspot.com/2010/12/o-caso-giovana.html
http://redemulheremae.blogspot.com/2010/12/um-protesto-em-favor-de-todas-as-maes.html

http://mae-de-primeiraviagem.blogspot.com/2010/12/protesto-em-favor-das-maes-blogueiras.html
http://entrefraldaselivros.blogspot.com/2010/12/sou-mae-sou-blogueira-com-muito-orgulho.html
http://nandabecker.blogspot.com/2010/12/pseudo-jornalistas.html
http://omundodadanigarcia.blogspot.com/2010/12/os-blogs-de-maes-vao-acabar.html
http://nossaalegria.blogspot.com/2010/12/um-protesto-em-favor-de-todas-as-maes.html
http://conversacorderosa.blogspot.com/2010/12/jornalista-distorce-entrevista-e.html
http://jogaucha.blogspot.com/2010/12/mamaes-blogueiras-sao-criticadas-pelo.html

42 comentários:

Pais corujas disse...

Olá!
Sou mãe, sou pedagoga e sou jornalista. Me solidarizo com seu comentário em relação à matéria em gênero, número e grau.
Como mãe, entendo q seu objetivo ao criar o blog não foi de expor negativamente seu filho. Só quem é mãe sabe q achamos nosso filho o mais lindo do mundo e queremos q o mundo saiba disso!
Como pedagoga, concordo q a visão dos profissionais e da matéria foi muito radical. Nenhuma das partes em nenhum momento falou sobre os aspectos positivos do "baby brother".
Como jornalista só tenho a envergonhar-me da atitude que, infelizmente, muitos colegas q se dizem profissionais tomam. Talvez por determinação editorial do veículo ao q é contratado... mas nada justifica a falta de ética, respeito e responsabilidade para com o entrevistado.
Tire um ponto positivo da história toda e deixe-a pra traz. Afinal, a SUA história com seu filho é maior, mais bonita e especial q td isso!
Felicidades!! Bjo, com carinho, Cris Lombardi

Kelly - Retrato de Mulher disse...

Oi Gi... Li essa materia e to aqui de boca aberta, indignada, e tao ofendida quando vc !
Fora os cometarios grosseiros que foram feitos. Quanta Ignorancia !!!!
Nos fazemos parte de uma rede de relacionamento do bem, compartilhamos nossas historias e experiencias de mãe, e daqui, só tiramos coisa boa. Choramos e sorrimos com historias alegres e tristes, nos preocupamos ao ver o Lucca com gesso no braço, e ficamos felizes ao ver a sua felicidade com a segunda gravidez.
Daí vem uma reportezinha de fundo de quintal, tira sua conclusoes, e ainda coloca psicologozinhos que nao tem o quer fazer pra falar de um assunto que eles nem pesquisaram direito. Ah! Tô revoltada !
Gi... durma em paz, nao fica triste nao. Adoramos seu blog, adoramos vcs, e nada do que essa infeliz publicou deve te afetar.

Banana pra essa reportezinha LUISA ALCANTARA E SILVA

E muitas beijocas pra vocês !

Cél disse...

Giovanna, querida. Estou tão indignada !!!! Como é possível que pessoas ditas "profissionais" de um jornal sério como a Folha de SP, se prestem a mentir para uma mãe para conseguir autorização e foto e usar tudo isso de forma deturpada ???
E quanto exagero e soberba desses psicólogos chinfrins, julgando aquilo que nem devem conhecer e que, hoje, é tão comum ! Em que mundo eles estão ?
Em que século vivem ?
Em momento algum vi vc (ou qq uma das mamães blogueiras que visito) expor seu filho de forma a prejudicar o que quer que seja !
O que acontece é uma grande troca, muito rica e cheia de carinho entre aquelas que vivem e que querem viver a maternidade.
Ignore tudo isso pq é sujeira demais e não faz parte do seu mundo de mãe muito zelosa, carinhosa e prestativa com todas nós.
Fique bem ! Vc é muito mais do que toda essa triste conduta desses pobres profissionais sem escrúpulos.
Bjs solidários e cheios de carinho.

Luna disse...

Oi Gi,
também achei a matéria bastante injusta e superficial. Se ela me incomodou como mãe blogueira, imagino você, que teve seu nome e foto publicada... concordo contigo quando diz que essa foi a única exposição ruim do seu cantinho. Mas pode ter certeza que os bons frutos do seu blog superar tranquilamente esse pequeno percalço. Adoro vir aqui saber as novidades do seu pequeno, pesquisar as fases de desenvolvimento pelas quais ele passou e o meu filho está passando... vai além de guardar lembranças desse momento único que é a infância, é um lugar de troca de experiência, encontro de pessoas com interesses comuns: criar nossos filhos da melhor forma possível.

Um abraço,

Luna e Felipe

Talita disse...

Giovana, não tenho costume de comentar em seu blog, mas dessa vez não me contive com tamanha barbaridade. Essas pessoas que se dizem tão estudadas não passam ser ignorantes! Não consigo entender que "psicólogas" não assimilam que o mundo mudou, que a rede mundial de computadores é a melhor forma de se manter atualizado e informado. Essa história de diário fechado a sete chaves é coisa da época da minha vó.
Não leve em consideração o que essas pessoas mal amadas falam! Se você fosse daquelas mães que batem em seu filho, não dá o que comer e até aparecem nas páginas policiais elas teriam todo motivo do mundo pra falar. O que vejo é totalmente diferente, você é uma ótima mãe, tem familia estruturada, isso tudo não passa de inveja.
Seu blog é lindo, adoro o modo como você descreve o crescimento do Lucca e pense nesse novo neném que está por vir.
Desejo que tudo de bom pra sua familia.
Bjos Talita

Marcia disse...

Gi, também fiquei tão revoltada quanto você e acredito que caberia nesse caso você entrar com um processo por danos morais. Você já consultou um advogado? Eles omitiram o real objetivo da reportagem para conseguir sua foto e suas palavras. Estou revoltadissima amiga!

Andreza disse...

Caramba que situação!! mesmo querendo esquecer não da né!!como sou do meio juridico minhas soluções para esse tipo de conflito é sempre o judiciário.. se vc se sentiu mesmo ofendida e isso causou vc e sua família um trantorno, e que a entrevista dada foi destorcida e o uso de sua imagem foi sem autorização prévia para o assunto abordado.. entre com uma ação na esféra cível contra o Jornal e coloque no polo tma´bem as jornalistas.. vc está no seu direito, eu sei que isso moralmente para vc não vai mudar nada.. mas não deixe isso impune!!
Beijopsss

Renata disse...

Uma coisa é certa - o ponto de vista da matéria é seco, sem sentimento, amargo até. estou com um pequeno no forninho (:) e adoro blogs de mamaes, inclusive o seu! eles ajudam a gente a ver que nao estamos só - eles agregam. não se doa por isso, vc é demais e nunca vi qualquer desrespeito aqui. :)

Beijao!

Re disse...

Gi, nao leio a folha e portanto nao li a materia, mas sinceramente, pq vc nao envia um email para a carta do leitor e uma carta registrada para o editor-chefe condenando as profissionais e a falta de etica do jornal? Será que valeria a pena ou seria so mais uma chateação desnecessaria? Bjs e boa semana

Miguel...Presente de Deus disse...

Nossa Gi acabei de saber sobre essa matéria e fiquei pasma,como pode uma pessoa fazer uma sujeira dessas.
Concerteza são pessoas que não sabem nada de blogagem,simplesmente queriam uma matéria e não a opinião real de uma mãe.
Não fique triste,porque você tem do seu lado mãe blogueiras e amigas para todos os momentos.

Bjoca em vc e no Lucca.

Carla e Miguel

Carol disse...

olá querida,

como muitas, sempre venho aqui e acompanho a tua trajetória com o Lucca há um tempao. Aliás, te comento que vc foi uma das primeiras mommys-blogueiras que achei e eu salvei o blog nos meus favoritos (antes mesmo de comecar a tentar ter o baby), pq achei que aqui encontraria infos mto uteis pro futuro.

Dito isso, quero registrar aqui que estou chateada junto com vc pelo que aconteceu. Pela matéria rasa, pela jornalista que te enganou, pelas opinioes tacanhas e sem visao de mundo e de atualidade que li ali. Acho que todas nós que temos um blog e topamos abrir a vida e dividir experiencias nos sentimos ofendidas com essa matéria.

Se vc me autoriza (e pode ficar a vontade pra nao autorizar, viu), eu gostaria de escrever um post sobre isso, te citando.

beijo grande!

Izabel disse...

Oi Giovana,
Ainda não tinha visto a matéria e li hoje.
Achei completamente fora de propósito, tratando o assunto de maneira simplista e preconceituosa.
Todas nós mães blogueiras enxergamos nos nossos cantinhos e nos das amigas fonte de amizade, conforto e informação.
A reportagem nem por um momento conseguiu, se é que tentou, extrair a essência das mamães blogueiras, sou nova nesse universo, mas quando li a reportagem tive certeza de que o que eles falavam ali, não reflete de forma alguma a realidade da blogosfera materna!
Te desejo muita força, torço para que você supere logo esse episódio lamentável e siga em frente!
Beijinhos

Ana Carolina disse...

Não liga Gi, eles passam, tua relação com o teu filho não.
Em tudo o que fazemos sempre tem aqueles que não gostam, ninguém conseguiu agradar a todos, não é mesmo? Muitas felicidades pra vocês!

Lisiane Mellegari Fotógrafa disse...

Nossa, acabei de ler a materia na net, achei um absurdo o que falaram, que gente preconceituosa!!!! Eles deveriam tratar de criticar os pais que batem nos filhos, que maltratam, não nós mamae que procuramos trocar experiencias para melhor atender nossos pequenos.
Giovana, não fique chateada nao, isso tem um pouco de inveja no conteudo....
sem mais.

Gravida e Gata (by Dani Donda) disse...

Querida Giovana, passo por aqui todos os dias, e dificilmente comento.

Hoje não pude me omitir com relação a materia.
Estou chocada.
Pela falta de respeito com a materia em si, e pelo apedrejamento dos comentarios a seguir....

Não sei se Jorge Santanna é parente seu, ou se é como um de nós, que conhece a verdade dos blgos de mães...
Sábio homem.... te defende como um leão.
Assim eu tb o faria...

Gi, acredito que vc deve ir procurar seus direitos na esfera juridica, sim"!

Mova uma ação, sim! contra a Folha e contra a jornalista.
Nada vai apagar a ofensa e cada palavra cretina dessa materia.
Mas existem pessoas que só aprendem se o Bolso delas forem afetados.
Talvez esse seja o caso.

ps: solidária com vc, sempre!

DANIELLE DONDA
BLOGUEIRA COM ORGULHO

O mundo da Dani disse...

sinceramente nao da mesmo,esse mundo ta perdidooooooooooooo, como as pessoas são maldosas, esta tudo virado nesse mundo....
agente fala uma coisa as pessoas distorcem, sempre levam para o mal, ninguem leva em conta o quanto os blogs ajudam mães sozinhas por esse mundo a fora... não levam em consideração as dicas, experiencias que passamos em nossos blogs, o conforto que da de ler uma coisa q vc ta passando e ve que vai passar pois sua amiga blogueira tb passou... afffffff
to do seu lado amiga
bjussssssss

O mundo da Dani disse...

sinceramente nao da mesmo,esse mundo ta perdidooooooooooooo, como as pessoas são maldosas, esta tudo virado nesse mundo....
agente fala uma coisa as pessoas distorcem, sempre levam para o mal, ninguem leva em conta o quanto os blogs ajudam mães sozinhas por esse mundo a fora... não levam em consideração as dicas, experiencias que passamos em nossos blogs, o conforto que da de ler uma coisa q vc ta passando e ve que vai passar pois sua amiga blogueira tb passou... afffffff
to do seu lado amiga
bjussssssss

Cíntia Helena disse...

Oi Gi, fiquei pasma com o seu post hoje, não sou blogueira, mas sou viciada em blogs...rsrs
Apoio e amo de paixão a atitude de vocês de compartilharem com todas nós mães tb, tantas informações, emoções e dúvidas que nos ajudam e nos alegram muito de verdade sem demagogia. Meu filho tem a idade do seu e entro aqui todos os dias, pois, acho lindo a evolução deles, cada descoberta, cada palavra nova que eles aprendem, é simplesmente mágico essa fase. Agora com certeza essa jornalista não deve ser mãe, pq ela só conseguiu ver coisas negativas com os blogs. É só Deus mesmo!!!
Mas fica em paz amiga.
Parabéns pelo bebêzinho, agora a família vai ficar quadrilinda!!!
Deus te abençoe
Cíntia e Daniel

Vivian disse...

Imagino como está se sentindo, mas sinta-se abraçada e saiba que essa matéria ofendeu à todas nós. Sei que é uma mãe zelosa e quem acompanha seu blog tem consciência disso.

Pessoas negativas estarão rondando nossas vidas, sempre, isso é inevitável. No entanto, como vc já citou, o jeito é tomar mais cuidado com esse tipo de gente!
Bjo e fica bem!

Lara disse...

Oi... Meu nome é Lara, sou solteira e não tenho filhos.... Mas adoro ler o seu blog, saber de suas aventuras como mãe, você é o exemplo da mãe que quero ser para os meus filhos. Diferentemente da repóster, que não deve ter conhecimento das lindas histórias do dia a dia narradas por aqui,te visito sempre e sinto um clima doce, cheio de ternura, de uma família que se ama e se respeita.... Uma família preocupada com o a educação que esta dando a seu filho.... Meu Deus, como as pessoas são maldosas..... Não se preocupe, elas nem te conhecem.... Beijos!!!!! Te admiro muito como mãe.... Seus filhos tem muita sorte.... Beijos!!!!!

Luh & Léos disse...

Não tive acesso a folha, pois sou do RJ, porem fiquei chocada e revoltada com tudo o que relatou, gostaria muito de ler a materia, se tiver o link me passa! Faço questão de escrever um email para lá demonstrando toda minha indignação. Vc é maravilhosa, bola pra frente!

Leia disse...

Minha amada e querida ñ lí e ñ vou procurar ler,como vc mesmo disse daqui pra frente vida normal até por que vc ñ pode esta se chateando com pessoas q ñ merecem de forma alguma sua falta de sono.É LAMENTÁVEL q existam pessoas com a mente tão perversa.Fique bem bjs

Sinta-se abraçada.

Cida Kuntze disse...

Olá Giovana!
Primeiro quero parabenizá-la, pois serás mamãe novamente. Que alegria, que benção!!!

Gostaria também de agradecer seu comentário carinhoso no meu post lá no Recanto das Mamães e dizer que ao chegar aqui pra fazer isso, me deparei com os teus posts contando sobre a reportagem na Folha de São Paulo.
Eu moro em outro estado, não sabia, mas fiquei triste e indignada com o que fizeram.

Sei que isso mexeu muito com você, pois até comigo isso aconteceu lendo o teu post. Mas saibas que estamos solidárias a você e Deus que vê e sabe de todas as coisas é o teu advogado e ajudador.

Espero que você já esteja melhor, e que isso não venha tirar de maneira nenhuma o teu brilho em escrever e dividir com as pessoas as tuas experiências.

Um beijo enorme em você e sua família e fiquem na paz.

Família Iki disse...

Oi Gi,
Só posso te dizer o quanto teu blog foi e é importante p/ mim, me ajuda muito com minhas dúvidas, neuras, preocupações e etc...
Adoro passar por aqui e saber que vcs estão bem.
Se pudesse nesse momento lhe daria um forte abraço, como não posso lhe dou o meu muito obrigada.
Bjinhos
Paula e Isa.

Angel disse...

Gi, estou tão indignada como vc e tantas outras pessoas que acompanham esse cantinho tão lindo!
eu mandaria uma carta pro jornal, tornaria pública a falta de ética dos profissionais que foram até sua casa!
não li a matéria, mas me revoltei muito, foi completamente anti profissional o que fizeram!!
continue relatando sim seus sentimentos como mãe, que tantas vezes me inspiraram!
beijoca

Milka disse...

Olá Gi, sou nova aqui no seu blog, cheguei aqui porque li a matéria. Não acreditei naquelas palavras e precisava vir aqui te conhecer e pude ter a certeza de que nada daquilo era verdade.
Seu filho é lindo e vc uma mãe maravilhosa, lamento por tudo isso, mas acho como muitas mães que vc deveria processar essa jornalistazinha e o jornal tbem.

Espero sinceramente que estejas melhor.
Beijus
Milka

Micheli disse...

Oi, Giovana. Eu sou nova por aqui, vim por conta da notícia comentada no blog Grávida e Gata.
Entendo perfeitamente a sua chateação e penso que você deveria consultar um advogado a respeito. Porque a repórter não disse a você a intenção maldosa da reportagem, se fosse assim vc nem teria dado a entrevista. Você foi enganada e depois criticada em nível nacional, e de graça!
Pense a respeito, se não cabe um processo por danos morais.
Beijos.

ღ Mami Keka ღ Hard Rock Mami disse...

Primeiramente quero lhe dar os parabéns pela segunda gestação. Acompanhei a primeira e agora estou aqui. Hoje me senti na obrigação de falar que me solidarizo com o que escreveu. É absurdo o que as pessoas fazem somente para conseguir o que querem. O que esta jornalista fez não tem explicação. Dói, ainda mais porque blogamos com tanto carinho. Continue firme e forte e conte comigo! Também fiquei chocada com alguns comentários, entendo que pessoas possam divergir mas até concordar com o papel da jornalista e não respeitar voc~e como mãe aí são outros quinhentos...

Thalita disse...

Simplesmente o que aconteceu se chama ABSURDO! E com certeza voce poderia processa-los se quisesse. Fiquei revoltada!

Maira disse...

Querida Giovana tomei conhecimento desse fato LAMENTÁVEL através do blog da Dani, e estou aqui pra me solidarizar com vc.....vc. e seu lindo filho sim foram expostos de forma grosseira por essa jornalista e os tais profissionais que nem sabião quem vc. era, e nem conhecem seu "cantinho" e os verdadeiros objetivos de criarmos um blog para nossos filhos.
Essa reporter deveria é fazer reportagem focando violencias infantis, maus tratos, exploração, falta de cuidados e de amor para com as criança, fazer reportagem falando da dificulade de muitas mães em conseguir leites especiais do governo para seus filhos, que é um direito adquirido á criança e assegurado pelo ECEA, mas que infelismente nem sempre é respeitado.....agora qto. aos comentários ofensivos nem vou perder o meu tempo e o seu falando dessas baboseiras de gente totalmente alienada.
Bjs. e parabéns pela sua nova gravidez.

Maira disse...

Tb. fiz um post em solidariedade ao fato lamentável :
http://mairapaolucci.blogspot.com/2010/12/folha-de-spaulo-detona-as-mamaes.html

Cynthia Pedrosa disse...

Giovana, é para ficar muito chateada mesmo!! Eu ficaria revoltada! Que reporter mais sem escrúpulos e dissimulada.

Cynthia Pedrosa.

Priscila Sant'Anna: disse...

Gi,

Eis um outro blog que comentou o assunto, mas de forma muito 'vaga' (pra não dizer outra coisa) - lançando a pergunta do que as blogueiras acharam da matéria:

http://patricia-couto.blogspot.com/2010/12/reportagem-da-folha-o-que-voces-acham.html

Gostei do post da Calu, do Mulher e Mãe:
http://redemulheremae.blogspot.com/2010/12/um-protesto-em-favor-de-todas-as-maes.html

E a Jô Gaúcha (querida) também comentou:
http://jogaucha.blogspot.com/2010/12/mamaes-blogueiras-sao-criticadas-pelo.html

Beijão
Pri e Bia

Sarah disse...

Giovana, também sou nova aqui, cheguei pela reportagem. Que, aliás, é péssima, superficial e tendenciosa. Claramente dá para perceber que essa é a opinião pessoal da jornalista, não embasada em fatos.
Com certeza a maior parte das mães que têm blogs pensa como vc: escrevemos como um diário, para lembrarmos as datas e situações mais bacanas ocorridas com nossos filhos, suas fofurices e descobertas.
Outro ponto é que podemos compartilhar experiências com outras mães, dividir dúvidas nas principais questões da maternidade. E não acho que isso seja uma "necessidade de saciar um desejo pessoal", mas apenas uma troca de experiências, sem maiores questionamentos. A vida moderna infelizmente não nos permite compartilhar tais experiências ao vivo todos os dias.
Por isso, acredito que os blogs e as experiências compartilhadas nos proporcionam sim novas ideias para ajudar no dia a dia com nossos filhos. De mãe para mãe. E isso não significa exposição.
beijos!
Sarah
http://maedobento.blogspot.com/

Anônimo disse...

Giovana,

Meu nome é Jovana e sou mãe de um lindo casal de gêmeos hoje com 01 ano e três meses, não sou blogueira, mas amo de paixão ler blogs e o seu é meu favorito, estou estarrecida com o que li naquela materia ridicula, seu blog me ajudou muito quando meus filhos tiveram febre entre outras tantas angustias que só mãe tem... acredito que essa jornalista de meia tijela não deve ser mãe ela não sabe que ficamos aflitas com algo novo que acontece com eles e mães experientes como vc pode nos ajudar...
Odiei ver sua foto e a do Lucca estampada naquela materia ridicula..
Eu se fosse vc processava, procurava um advogado.
Um super beijo e fica com Deus.
Jovana

Tiffany disse...

Giovana, só fiquei sabendo da matéria intitulada "Baby brother" hoje e rapidamente fui tomada pela indignação e repulsa pela falta de ética desse veículo (Folha.com) e mais ainda, pelo modo mesquinho, leviano, sem nenhuma sensibilidade e responsabilidade com que as pessoas envolvidas na reportagem (jornalista, editor (a), fotógrafo, repórter que a visitou ou qquer outro) forjaram uma situação aparentemente corriqueira - a pauta Blogs com histórias de crianças - usaram você e seu filho e ainda, manipularam as informações recebidas. Lastimável. Péssima conduta e triste exemplo de profissionais pouco munidos de decência e cuidados com aquilo que produzem e assinam.
Sinceramente, minha querida, seu pesar é o de inúmeras outras mães blogueiras, como está podendo atestar, mas embora você queira colocar um ponto final em tudo isso, acho que devia processá-los se não houver uma retratação pública assinada pela equipe envolvida e pelo responsável pelo veículo (Folha.com). É o correto a fazerem e creio que sabem disso. Liberdade de imprensa para propagar informação e gerar conteúdo é uma coisa, mas "brincar" com a vida de pessoas de bem, imbuídas de um desejo maior - que neste caso é o de amar, criar e educar compartilhando experiências - é no mínimo desonesto e claro, cometer injúria ao ferir a liberdade de escolhas dessa pessoa publicamente, colocando-a em posição vexatória e sem direito de defesa, é no meu ponto de vista, crime.

E que eles tomem este caso como exemplo para melhorar a qualidade de sua equipe e produção de conteúdo para o futuro próximo.

Conte comigo. Um abraço, Tiffany @blogdati

Letícia Volponi disse...

Eu entendo exatamente o que você está dizendo, sou jornalista, sou mãe, sou esposa, sou filha e ainda encontro tempo para ser blogueira e mesmo tendo uma seção do blog inteiramente dedicada às tagarelices da minha filha, acho que vamos muito além disso. Você não deve postar fotos do seu filho para não expô-lo, mas a Folha o fez em nome da liberdade de expressão: irônico, não é?

Nathália disse...

Fiquei muito triste em saber o que aconteceu com vc. Sei que vc deu o assunto por incerrado, mas eu quero te dizer que apesar de tudo, teve um, apenas um ponto positivo: Você conseguiu mais uma amiga blogueira!! Estou te seguindo e quero ler cada post seu, pois adorei seu blog!! E pude perceber que vc, assim como eu e vaaarias outras mães blogueiras, ficariamos expondo nossos filhos. Sinto muito pelo ocorrido e sinto mais ainda por eles que escreveram e sairam como mentirosos, ao fazerem uma entrevista e editarem outra coisa totalmente calunioso.

Bjks e VOLTO SEMPRE ;)
http:maefilhos.blogspot.com

Roberta Portela disse...

Estou indignada com o caso. Mesmo só conhecendo você agora, penso que poderia ter sido comigo também. Que absurdo um jornal tão respeitado fazer um negócio desses... Também vou fazer um post a respeito. Nada como nossa união nesse momento.

Beijosss

Tuka Siqueira disse...

Também registrei no meu blog minha indignação com o que aconteceu, mas só agora vim conhecer teu blog. É, deveria ter vindo antes para ver com meus prórpios olhos, mas achei que o aval da rede mulher e mãe era suficienta para atestar tua boa índole e que a reportagem tinha sido preconceituosa e de gente que desconhecia o teu blog.
Não conhecia o teu cantinho, mas agora vou segui-lo, você certamente ganhará mais amigas com isso e eu sou uma delas, pode contar com a minha solidariedade e amizade daqui por diante. Abraços
Se quiser pode conferir a postagem que fiz. http://ktralhas.blogspot.com/2010/12/uniao-faz-forca.html

Felicidade disse...

Minha linda, não vejo nada demais noq ue escreve muito pelo contrario, tudo que escreve tenho certeza que ajuda muita gente assim como eu que fico lendo e tendo experiencias...

Tudo de bom pra você!
meu blog.
http://coisasdavidagente.blogspot.com/

Geovana disse...

oi minha flor todas nos ficamos ridicularizadas com a reportagem da tal reporter, foi o teu nome que apareceu lá mas é como se fosse o nosso nome de todas as blogueiras, nunca jamais iriamos expor nossos filhos da maneira que a "Tal pedagoga" falou, agora só porque temos blog isso é sinal de no futuro nossos filhos não terem boa indole ou não vão respeitar os outros como foi dito lá, que a gente não sabe o que é respeito, da onde isso, será que essas criaturas tem filho, fiquei chocada com a reportagem, acho que o Jornal deveria se retrar, tambem não sei se isso vai ajudar, ou se essa tal queria fama...mas o mundo blogueiro das mamaes Gritou forte e alto...beijocas fica com Deus e cabeça erguida!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...