26 fevereiro 2010

Eta fase difícil!


Ai que fase, viu...
Desde a entrada do Lucca na escola, e isso não faz nem um mês, ele já teve gripe, conjuntivite e agora acho que deve ser uma faringite. Vou levá-lo ao Seo Padeiro hoje à tarde mas, pelos sintomas...
Ele come e começa a apontar para a garganta, reclama e vomita. Já foram três vezes, sendo que a última rolou essa madrugada. Ele acordou e achei que devia estar com fome, já que vomitou o jantar todo. Dei uma mamadeira e realmente ele tomou quase tudo. Quando acabou, devolveu tudo, em mim, nele, na minha cama, depois na cama dele. Daí, troquei tudo, limpei chão, dei banho nele, tomei banho e fui pra cama com ele pra dormir. Ele, na maior farra! Eu e o pai, acabados. Isso foi das três às cinco da manhã.
Hoje cedo não dei mamadeira. Resolvi deixá-lo só com pão de queijo e até agora deu certo. Já comeu também uma banana. Vamos aguardar a consulta mas que essa fase é bem chatinha, isso é.
Não estou acostumada pois ele sempre foi um tourinho, nunca ficava doente. Então, está sendo bem desgastante.
Cada dia é uma novidade, cada mergulho é um flash...rs. Mas, ainda assim, é melhor agora que ele já está maior do que bebezico de tudo passando por isso, né?
Fora isso, tem o papo do soninho. No primeiro dia de aula no período da tarde completo, ele dormiu cerca de 1:40h e me deixou muito feliz. Chegou em casa muito contente e dormiu por volta das 22:00h, sem maiores alterações na rotina. Já nos outros dias, não quis dormir, só brincou. Aí ferrou tudo.
Está dormindo cedo, perde o sono de madrugada ou acorda cedo demais e aí tem que dormir antes da escola, me desorganizando a vida. Peço pras tias da escolinha incentivarem ele a dormir, mas segundo me informaram, ele não quer. Ontem não conta porque me ligaram pra ir buscá-lo porque estava com febre. Hoje acho que não vou levá-lo. Então, só segunda que vem mesmo pra ver como é que fica...
♥ ♥ ♥
...só sei que estou com meu coração partido, cheio de dúvidas. Minha vontade é largar tudo pra ficar com ele, para protegê-lo de tudo e de todos, mas sei que a vida não é assim. Ele precisa passar por tudo isso e meu papel é ficar na retaguarda e apoiá-lo. E acho que toda essa onda de emoção dentro de mim foi desencadeada porque ontem, pela primeira vez, tive acesso, via internet, para vê-lo na escola. E me deu uma peninha dele lá...
Sei lá se é coisa de mãe superprotetora mas, vê-lo ali, no meio de tanta criança, sendo apenas mais um, me deu um aperto. Ou pode ser que eu tenha ficado assim também por ter sido a concretização da saída dele de pertinho de mim pra vida real e me bateu essa sensação de perda. Foi duro, difícil mesmo, mas foi engraçado também porque o vi bem na hora do lanche. Todas as crianças sentadinhas, lanchando, e ele andando, prá lá e prá cá, com o pão de queijo na mão. Daí a tia pegou ele, deu um beijo e o colocou na cadeirinha. E logo depois ele já se levantou de novo...rs.
Em seguida, trocaram de sala e ele ficou na fila por um colinho, coçando atrás da cabeça, num sinal de que algo não ia bem. Ai que dó!
Depois, já mediram a temperatura dele e me ligaram pra avisar da febrinha.
Só de lembrar já estou em lágrimas, sabiam?
É muita coisa pra resolver, muitas decisões a tomar, sem saber o que é certo ou errado. Mil dúvidas, um milhão de culpas! Estou sensível demais, chateada e, provavelmente, em TPM...rs!
Queria dormir uma semana seguida e esperar pra ver o que dá, sabe?
Bom, é isso. Mais um desabafo de mãe, puro e simples, cujo conteúdo só quem ama demais pode entender e que só o tempo pode curar.

21 comentários:

Valquíria disse...

Gi, então ele se adaptou bem à escolinhas, não chorou nunca na despedida com vc? É que li seus posts e não encontrei sobre isso!Mas melhoras ao pequeno principe!!!
beijos
Val e Gui

Môni disse...

Ai Gi, como mãe sofre né? Eu estou neste impasse de precisar voltar ao mercado de trabalho mas com pena de deixar o Arthur na escolinha. A gente sabe que o contato com outras crianças sempre traz esses probleminhas de saúde no início. Tem que ser forte e corajosa mesmo, e pensar sempre positivo, afinal é essa convivência que está aumentando as defesas do organismo dele, sem falar na parte psicológica que se desenvolve melhor com a socialização.
Tudo vai dar certo, o começo é sempre dificil, mas o final recompensador... Crianças saudáveis e seguras de si! Agora vou ler o meu conselho para mim tb! rsrsrsrs
beijão

MEUS FILHOS MINHA VIDA disse...

Gi,te entendo perfeitamanete,estou passando pelas mesmas coisa a Maria Clara ja pegou resfriado e está chorando não quer ir a escola,não quer colocar o uniforme,não dorme mais a tarde chega cansada e irritada da escola,enfim ainda não temos rotina.tive uma semana cansativa sei que não posso desistir mas tem horas que da vontade de tirar ela da escola.
passa lá no meu cantinho.

beijos

Marcia disse...

É assim mesmo amiga... Eu senti o mesmo qdo o Gustavinho ía pra escolinha... Nossa, eu via ele pela tela do computador e me sentia a pior criatura...rss. Mas acho que isso acontece com todas as mães e aos poucos vamos nos acostumando com a idéia né... Só isso das viroses que é chato mesmo, mas o Lucca já está em uma idade boa pra enfrenta-las e isso dará a ele uma forte imunidade! Beijinhos!!!

Adriana disse...

Acho que todas nós, mães que tem filhos em escolinha, passamos por isso. Minha filha entrou para escolinha com apenas 5 meses e o primeiro ano foi uma virose atrás da outra...hoje ela está super bem e dificilmente adoece.
Quanto a garganta, me permita sugerir que vc o leve logo ao médico. A Giulia já teve faringite e ela causa uma tosse seca, pode até fechar a garganta, mas no caso do seu menino, se ele não tem tosse pode ser uma infecção, aí ele precisa tratar direitinho né?

bjs e bom finde

Mãe do Pitoco disse...

Gi, vc falou uma porção de coisas aqui - principalmente na parte em itálico - que bem expressa o que estou sentindo na adaptação de Pitoco na escolinha. É um misto de certeza do que está fazendo com uma insegurança total. Vc sabe que o bebê precisa entrar em contato com outras crianças, precisa confiar em outros adultos, ser mais independente, ter menos medo do mundo, mas tb fica morrendo de dó em vê-lo sofrer de saudade ou de doenças que se pega mesmo na escolinha e que são super comuns.
Mas a gente aos poucos vai aprendendo a lidar com tudo isso e com toda esta carga emocional. Eu, hoje, estou acabada emocionalmente e me pego na certeza de que ele sabe o quanto o amo, o quanto ele é querido e que a escolinha é a melhor que poderíamos oferecer a ele e que tudo isso faz parte do crescimento de ambos.

Força, amiga! Vc não está só nesta etapa da vidinha deles, viu?
Melhoras para o pequenino.

Beijos em ambos.

Ju e Lipe disse...

Puxa Gi, que chato isso mas varia de criança pra criança, já tive crianças na creche que realmente são mais sensiveis aos virus das creches e os pediatras orientam para tirá-las, mas o Lipe vai na creche desde dos 4 meses acordando as 5:30 da manhã e não teve uma otite sequer, enfim vai de cada criança, mas depois que o corpo pega resistencia eles ficam ótimos! bjos e melhoras : )

Anônimo disse...

Acho que todas mamães passam por isso e com a cabeça boa que tens logo vc fica bem. Abraços. Angela.

Rita Bonifacio disse...

Nossa Gi, sei que é muito dificil mas acredite vai passar. A gente fica olhando os filhos crescer e sem a gente por "perto" dá uma dor no coração. Fique calma.
O Davi irá começar o ano letivo em Junho e já sinto uma dor no coração. Sei que é para o bem dele e isso me acalma. Pense isso tudo que vc faz para seu filho é para o bem dele porisso tudo vai dar certo.
Sobre gripe, resfriado crianças na escola tem contato com muitas pessoas e podem sim ficar doentes todavia cria imunidade, peça para o Pediatra uma vitamina ou um fortificante para o Lucca tomar..só para criar mais barreiras. Outra dica, na escolinha que o Davi irá estudar o lanche é bem natural pode se levar legumes como tomate, lanche de alface com tomate presando..esses alimentos ajudam a imunizar as crinças e como todas estão comendo ai fica mais facil eles aceitarem.

Gi uma mensagem que irá de ajudar nessas horas:
"(...)Tenho um amigo professor de ioga demais querido. Ele se chama Edson Moreira e uma escola tem no Amazonas. Edson Desenvolveu o Yoga Livre, feito a 50 metros do chão, no meio da mata. Uma das coisas mais impressionantes que já vi

Encontrei ontem com ele e perguntei: "Mas você fica preso por alguma corda não tem medo de cair?". Ele respondeu:

- A gente não contempla uma queda. A gente não vai para lá pensando que pode cair. Essa é apenas Uma Possibilidade em um meio tantas outras. (...)"


Gi sei que é dificil mas não comtemple a queda dessa nova fase do Lucca, visulaize um mundo de amor e assertividade e tudo irá dar certo.

muitos beijos pro Lucca

Sheyla disse...

Gi,
Filhote com 1 ano e 11 meses e essa semana foi a primeira semana na escola, a adaptaçao foi ótima, primeiro dia fiquei com ele e já no segundo saí e ele nao percebeu e a tia disse que ele nao chorou, mas me chamou 2 vezes. Masssss para variar, já esta com gastroenteritis :-( antes de ontem vomitava tudo e sem contar o número de vezes que fazia cocô. Graças a Deus que ele esta vacinado com o Rotavírus, entao os sintomas duram menos dias. Ele já esta melhor. Desejo que o Lucca melhore logo. Besitos, desde España.

Priscila Sant'Anna disse...

Gi!

Tu és uma mãezona vai encarar tudo isso de letra. A gente tem vontade mesmo de proteger os filhos, guardá-los de tudo e de todos, largar tudo por eles, mas como tu mesma falou a vida não é assim.

Ano passado tive uma experiência ruim em relação à escolinha, mas agora tô repensando e revendo opções. A gente sofre, eles sofrem, mas é um processo necessário. No final das contas a vida segue seu rumo e as coisas tomam seus lugares. A gente só precisa respirar, ter paciência e acreditar.

Beijos para ti e pro Lucca, sempre gatão!

Priscila e Beatriz.
PS. Passa lá no meu blog depois para participar do sortei do livro "Aprendi com minha mãe", tá?
Bjs

Mamãe Nathi disse...

Ei Gi,
Te entendo perfeitamente...
Ano passado qd Ana entrou na escolinha tb passamos por vários dodóizinhos... Foi bem difícil!
Mas passou...
E com o Lucca tb vai passar...
É bem como você disse, é necessário que o pequeno passe por essa fase e a mamãe sempre estará na retaguarda!

Espero que o Lucca já tenha melhorado!

Beijos***

Mãe aprendiz disse...

Ai Gi..., já vou passar por isso, pois ja estou colocando o baby para fase de adaptação.O pediatra disse que é normal no primeiro ano na escola, pegar varios virus, muitas crianças e ambiente novo, mas passa,tudo passa. Doi mesmo essa sensação de perda, insegurança, mas eles tem que passar....Já chorei muito e sei que vou chorar mais,, e também aprendi na prática que so mães e que nos entendem...porque quando eles choram, a gente chora pq também nos doi... ( mãe é padecer no paraiso ne,rsss) Beijoss

Jimmy S2 Roberta Galante disse...

Mas dizem que qdo começam ir para a escolinha ficam mais expostos né....melhorassssss...beijokas

Anônimo disse...

você tem que tirar ele da escolinha, contrate uma boa babá e deixe em casa. ele é muito novo prá escola, escola só com quatro anos...por isso tá todo doente. e agora que vem inverno piora tudo..

Nádia disse...

Oi, adoro o seu blog, e estou passando por essa etapa de colocar o filho na creche. Eu escrevi sobre isso no meu blog e citei sua experiência, tá lá em www.mamaenadia.blogspot.com, espero que vc não se importe de eu ter citado seu blog! Bjus!

Jacke Gense disse...

Ai Gi.. eu sei bem o que vc passa... Eu tenho 3 filhos!!! Clara 7, Pedro 3 e Lucas 6 meses.

Eu tinha um ótimo emprego, ganhava bem e resolvi deixar o emprego para me dedicar mais aos meus filhos.

É uma decisão que precisa ser muito bem pensada e ver se vale a pena. Para mim está valendo cada minuto!!!

Mas fica calma com o pequeno na escola.. no começo é assim mesmo, depois eles ficam mais resistentes.... e no final quem sofre é a gente.. eles se adaptam mega bem :)

Um beijo e parabéns pelo filhote!

Rita Bonifácio disse...

Gi. mandei um email para vc no endereço do Gmail, muito interessante é o link de um café filosofico que fala sobre infancia. Veja lá quando puder.
bjos

Gustavo Pereira disse...

Fala Giovanna, aqui vai o comentario do seu blog;
1 - ficou muito legal
2 - os atores estao muito bem ai na sua direção
3 -o protagonista esta evoluindo bem pelo que percebo
4 -preciso falar com voce urgente por que ainda apanho bem desse novo mundo dos blogueiros

ABS e parabens Gu e Clara

Vera Lucia disse...

Amiga, agente faz as escolhas pros filhos sempre tentando acertar, vc ainda é "chic" q consegue vê-lo pela internet... rsrs, mas no meu tempo 15 anos atrás ñ tinha essa tecnologia e eu sofria tanto no serviço pensando no filhotinho... Teve uma festinha no aniversário dele e tiraram umas fotos (antes ñ tivessem me mandado) a cara do menino de tristinho ñ era, é de cortar o coração, tipo: ñ quero festa, eu quero minha mãe!!! (me dói até hj ver aquelas fotos)...pois bem o tempo passou ele se acostumou... e me esnobou...rsrs Mas ele sofreu muito no começo ou eu sofri né?
Mas é assim mesmo o importante é ñ deixar ficar nenhum trauma pq tudo é fase e fases passam, os anos passam... hoje meu "aborrescente" está com 15 anos e me deixando louca com + essa fase (te prepara!)

Beijos!!!

Maria José disse...

Como estão as coisas amiga?
espero que bem melhores
bjokas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...