22 novembro 2009

Meu doce Lucca / Meu terrível Lucca

Isso é sério. Desde que o Lucca nasceu, quando passei por um período bem difícil até me adaptar a todas as mudanças, que não me sentia tão perdida e até meio frustrada. Ando chateada, irritada, como alguém que tenta se concentrar para achar a solução para um problema e não consegue. E o meu Lucca é a razão de tudo isso. Me sinto tão cheia de dúvidas quanto a tudo...
Ele está completamente diferente! Lógico que ainda é amável, carinhoso, meu bebezinho amado. Mas, ele anda aprontando muiiiiito. Ele faz muita arte. Ele está desobediente. Ele bate em mim e puxa meus cabelos. Ele bate no pai e puxa seus pelos. Ele quer arrancar o aparelho da TV a cabo. Ele quer ficar na frente do vento gelado do ar-condicionado. Ele desliga a televisão quando a gente está assistindo. Ele quer tirar os quadros da parede. Sua maior diversão é jogar seus caminhões, pesados e barulhentos, no chão. Ele está um ogrinho! A gente conversa, explica, fala que não pode, que machuca e sabe qual é a sua reação? Ri. Ri escancaradamente na nossa cara. E a gente se mantém sério. E ele continua rindo. A gente então briga. E ele ri mais ainda. Dia desses, depois de aguentar muito, dei um apertão no braço dele. E sabe o que ele fez? Riu. Estou tão perdida. Sou completamente contra bater. Isso está fora de cogitação. Mas queria tanto saber como passar por isso sem sofrer tanto. E também tendo a certeza de que sua educação no futuro não será afetada. Não quero um filho mal-educado.
Mas ele não é terrível assim o tempo todo. Na outra metade do tempo, ele é manhoso. Quer minha companhia pra t-u-d-o. Quando escapo pra fazer alguma coisa, logo escuto ele chamando, todo meloso "Ômããã". E eu tendo que fazer comida, cuidar da casa, da roupa, parando tudo para calmamente brincar de carrinhos. Mas, quanto a isso, tudo bem. Eu entendo, tadinho. Ele quer brincar. Mas, o problema é o lado ogro. Juro que não sei o que faço. Por mais brava que eu fique, ele parece não entender a bronca. Fico frustrada. No final do dia já estou uma pilha de nervos.
Pra piorar, antes das 23:30h, ele não dorme. Tem acordado tarde e por isso o horário avançado de noite. Mas, isso, a partir de amanhã vai acabar. Vou acordá-lo cedo, deixá-lo dormir pouco a tarde para que ele sinta necessidade de dormir mais cedo. Afinal, também preciso ter tempo pra mim. Ele não me deixa nem tomar banho sozinha. Estou estressadíssima. Estou sendo muito requisitada, de corpo e alma. E nunca pensei que ficaria assim.
Essa semana o levarei ao Seo Padeiro para consulta de rotina e também vou pedir uns conselhos a ele sobre outros assuntos que também estão me matando: já é hora de tirar a fralda? ano que vem é a hora certa dele ir pra escola? sua alimentação está certa? ele não está demorando demais pra falar? será que tem um jeito de ele me entender quando estou brava sem bater nele? Ai meu Deus! Por que não vem com manual? Por que não existe uma formula? Por que aquilo que dá ceto com os outros não dá com ele? Por que ele ri em vez de chorar? Ai! Vou pirar, juro que vou. Vamos esperar as cenas dos próximos capítulos.

27 comentários:

tresmosqueteiros disse...

Oi Giovana,
estou escrevendo para agradecer seu comentário sobre a coleirinha no blog dos tres mosqueteiros.
Adorei o teu blog. E que fase difícil essa né...
Bom, daremos conta de tudo, tenho certeza!
Fiz um link do teu blog lá no meu tá.
bjs,
chris, mãe dos mosqueteiros

tresmosqueteiros disse...

Giovana,
quem fez o comentário no meu blog foi outra pessoa, mas deixou o teu link e acabei confundindo tudo.
Enfim, foi bom porque assim conheci você e o Lucca. Ele é um fofo! Parabéns!
Bjs

Dri disse...

Nossa Gi, sei exatamente o que vc está passando. Essa idade é um pouco complicada, ele já começa a entender as coisas e ainda quer descobrir outras, nem sempre ele entende o que é uma bronca, quando vc fica brava com ele seu tom de voz é o mesmo? Pois às vezes ele acha que vcs estão brincando com ele mesmo. Qunato aos tapinhas, o Caio começou a fazer isso, mas daí um dia eu segurei firme a mãozinha dele e falei com firmeza: não pode, não pode! Ai deu até dó, ele começou a chorar tadinho... mas desse dia pra cá quando ele levanta a mãozinha é só falar Não! que ele já para. O kevin já era mais levadinho, quando foi pra escolinha, ai meu Deus, só passava vergonha, vivia mordendo outras crianças...mas com o tempo foi melhorando. Acho que são fases.
Quanto o desfralde, não se preocupe vai acontecendo naturalmente, compre um piniquinho bem charmosinho pra ele e comece a falar e ensinar o que é xixi, se ele está com vontade, vamos molhar o vasinho... heheh esas coisas.
Vc vai ver vai dar tudo certo! Eu sobrevivi ahahahah
Beijokas florzinha e boa sorte ai com o "terrível e doce Lucca"

Daphne disse...

Ai, Gi, acabei de ler seu post sorrindo! Pq até brava e estressada ,voce é doce!
Viu, se quiser trocar idéias pelo email pode mandar que a gente vai "fofocando" sobre essa fase deles!
Vou te dizer que o Matteo se enquadrou em TUDO que vc escreveu, exceto bater, ele começou com essa mania de me dar tapa no rosto acho que 1 mes e pouco atràs, no inicio eu nao fazia nada, sò dizia bem tranquilamente que nao podia. Depois, quando vi q ele continuou pq nao entendia, eu falei mais forte e fiz cara de quem se "machucou" de verdade, sabe? Tipo "aiiiii, poxa ,snif snif" , e de la pra ca nunca mais! Serà que foi isso que deu certo ou foi a fase que terminou?
Nao fique se culpando em ser boa ou mà mae na educaçao dele, principalmente agora perto dos 2 aninhos! Eles querem mesmo é chamar a atençao e, eu acho!, que enquanto nao falarem serà ainda mais dificil entender o que nòs estamos falando com eles, sabe?ACHO que quando iniciam a falar tudo fica mais simples(nao fàcil rss) de resolver!
Quanto à isso, "falar" , eu vivo com receio por sermos papais bilingues e ele ainda nao falar nada, mas, na ultima consulta a pediatra disse que nao tenho ainda com o que me preocupar e, me perguntou uma coisa, que achei interessante: se o Matteo imitava o som de algum animal. Eu disse que sim, alias, de vàrios animais(galo, macaco, pato,cachorro, gato..),ela deu um sorrisao e me tranquilizou:"ah, entao td otimo,imitar os animais é um otimo sinal", eu nunca imaginaria isso, achei bom ,fiquei mais tranquila!
Quanto às fraldas, pq vc nao começa agora que ele esta perto dos 2 aninhos e està iniciando o calor? Eu vou aproveitar a viagem ao Brasil e a ajuda da mamae ,rs, sozinha aqui nao consegui e ele era mto novinho ainda.
Uau, escrevi demais!!
Espero que logo passe essa "nuvem" de stress, mas nem fique assim ,o Dr. Manuel vai atè rir, quer apostar? rss, manda bjo pra ele, (to levando uma lembrancinha daqui pra ele!), diz q o Matteo ta a minha cara, haha, brincadeira, pq ele ficou me irritando dizendo q era a cara do pai que nao tinha nada a ver comigo,rs!
Um bjo!!Qq coisa grita(ou manda email!)
Daphne

nhirla disse...

Ola! Obrigada pela visita, apareça sempre!
Como sempre suas palavras me tocam muito, era eu lendo e dizendo é isso isso isso...A Elis tb apronta das suas, e agora deu pra nao querer frutas...E tb me encho de dúvidas em relação a fralda, a alimentação, e ano que vem volto a trabalhar então vou ter que colocá-la em escola ou berçário(??)...È são muitas dúvidas e uma certeza, a de querer acertar sempre para os nossos amados filhos. Tem dias que tb penso, outros eu tenho certeza, vou pirar!! Mas passa, afinal somos Mães e mães tiram forças de onde não tem mais não é?
Que DEus te abençoe e nos capacite para essa missão tão especial...educar e criar nossos filhos. Sim o Lucca tá muitooo gatinho!!!beijos

Rose disse...

Olá!
Sempre venho por aqui mas nunca comento, agora lendo seu relato, achei que poderia ser util para ti como foi pra mim, o livro: TRANSFORME SEU FILHO ATÉ SEXTA - Kevin Leman, muitas dicas interessantissimas, acho que vale a pena.
Grande abraço,
Rose

Eliane disse...

Querida Giovana,
Que fase complicada essa né? Eu também me sinto assim como você, meio perdida e exausta no final do dia! Ando sem tempo e disposição para cuidar de mim!
O comportamento do meu pequeno está muito parecido com o Lucca. Ele é extremamente carinhoso e apegado a mim, mas também, extremamente levado! A reação dele às nossas broncas, também é com gargalhadas, mesmo a gente se mantendo firmes e com cara fechada! Meu marido já não o carrega sem blusa, pois ele puxa os seu pelos para vê-lo gritar de dor! Entende tudo o que a gente fala e acata apenas as coisas que o interessa. Mesmo eu o acordando cedo pela manhã, ele tem dormido muito tarde, começo a prepará-lo para dormir as 20:30h mas ele só dorme lá pelas 22:30h ou mais. Ufa! esse negócio de ser mãe é um eterno aprendizado e um enorme exercício de paciência! Espero que essa fase não demore muito para acabar.
Um grande beijo,
Eliane e André

Pati disse...

muitas das coisas que vc escreveu o Gui faz tbem, puxa o aparelho da sky ate tentar derrubar do home, desliga o aparelho e sabe que desliga a tv, pois ffico com o controle ele desliga e eu religo, e ele volta la e desliga novamente... agora ele desmonta o ar condicionado (morro de medo dele tomar choque), e quanto as risadas qdo damos broncas, aqui eh igualzinho... agora ele bate a cabeca no home, parede, chao... ta impossivel!E agora qdo tiro ele de lugares perigosos pela mao ele vai e me morde!!!! Pensei em colocar ele pra pensar numa cadeirinha... mas ele ainda nao entende, entao por enquanto vou reprimindo... vc podia tentar a cadeirinha...
Eu ja coloquei no berco um dia... mas acho que la nao eh lugar...
bom, se precisar conversar me liga!!!!! Acho que qdo o Lucca for pra escola tudo vai ficar mais facil!!!! Vc vai ver!!!!
bjoooooooooos pra vcs!

Rita BOnifacio * Mãe do Davi* disse...

Oi Gi.
Amiga não se preocupe isso acontce com todo mundo, quer dizer com todas as mamães...
Essa fase de não dar atenção no que dizemos, brincar jogando as coisas até fazer birra isso é normal e passa. O Davi sempre foi muitooo bonzinho um amor de crinaça..quietinho um filho que todos pedem a Deus mas de um tempo pra cá..olha eu juro Gi..eu estou CANSADA..sabe pq? porque ele está terrivel..levei no pediatra e sabe o que ele disse: "Mamãe você está de Parabens, seu filho está desenvolvendo normal, sadio, feliz e atico..continue dizendo NÃO para as coisas que não pode seja mais FORTE do que ele pq ele não vai entender..mas não ceda aquilo que vc acha que não deve.Seu filho é assim "ATIVO"..porque está desenvolvendo bem com todas as expectativa da pediatria"
Gi foi isso que ele me disse..uma criança na fese do Lucca do davi e de tantas insistem em fazer aquilo que não pode..porque para eles é uma diversão o pai e mamãe parem o que estão fazendo pra atende-los seja pra dar um bronca ou seja pra elogiar.
Fique calma!!!!! Mude o horario do Lucca pra dormi se necessario (aqui em casa o davi dorme as 20:00 no maximo 20:30 TODO DIA MESMO! sabe pq Gi..porque eu tenho que descançar..ler um livro, namorar, ficar net.etc..
As vezes fico tão nervosa com o Davi..que le não obedece de jeito nenhum..ai pego ele sento num canto e fala assim: Davi por favor não pode fazer isso..se fizer denovo coloco vc no carrinho..ele ri mas se ele faz denovo, coloco no carrinho e deixo por um tempinho..no maximo 1 minuto e fico falando não pode filho obedece a mamãe..as vezes da certo..mas graças a Deus Gi nossos filhos são normais, sadios e inteligentes!!!!!

Gi sobre outro assunto vc disse que o LUcca ainda não fala muito..
O davi está com 01 ano e 05 meses e repete tudo perfeitamente e fala frases completas e até ingles pq aqui em casa somos biligue e sabe contar em ingles e tal..Acho que deve perguntar ao Seu Padeiro.

Pra finalizar..(acho que nunca escrevi tanto..rsrsr)

Adoro demais vocês!!!!!!
um beijo pro Lucca
Sorte na promoção dermodex quem sabe a gente não se conhece!!!?
fiquem com Deus beijossssssssss

Rita Bonifacio disse...

Poxa Gi..Meu Deus quantos erros de portugues no meu comentário..desculpe :( (Isso pq sou formada no magistério.rsrs)

bjos

Jessika disse...

Oi Gi...passo aqui há um tempo e nunca consegui comentar. Tenho uma pequena de quase 3 anos e sei bem o que vc está passando. Essa fase dos 2 anos é estressante. Os pequenos tentam a todo custo nos tirar do sério. E comigo não foi diferente. Giulia aprontava, eu brigava e ela ria. Ria descaradamente e eu me sentia a mais perfeita idiota. Pois bem, começamos com o castigo. Fez malcriação, vai sentar e pensar (2 minutos sentada - acrescenta 1 minuto por ano de idade). Não é que começou a fazer efeito? Depois do castigo, olhe com a cara mais terrível do mundo, bem no fundo dos olhos e diga que não gostou, que está chateada. Criança nessa fase não entende "sermão", ela precisa de frases curtas e grossas (literalmente). Tbm sou absolutamente contra bater e acredito que o castigo e a conversa seja a melhor opção. Essa fase é aquela onde devemos impor limite e respeito, pois é a partir de agora que a criança aprende quem manda. Tem um DVD muito bacana chama "A criança mais feliz do pedaço", vc já viu? Se não viu, vale a pena. Comprei em um dos meus momentos de puro stress. Ele dá dicas de como agir nesses momentos de fúria dos nossos anjinhos. O importante é manter a calma, pensar e manter a pose. Rs!
Bjs e parabéns pelo lindo filhote

Vivian disse...

Oi Giovana!!
Gabriel está numa fase parecidíssima... A fase das birras, das sapequices. Mexe em tudo, desliga a TV e qdo é contrariado se esperneia e berra. Tento conversar com ele sem perder o controle, pois sou totalmente contra bater. Tudo isso faz parte do amadurecimento deles, porém temos q ser firmes e não voltarmos atrás em nossas decisões.
Estou omeçando o desfralde já, apesar de todos me dizerem q ainda é cedo, mas está funcionando, ele me avida qdo quer fazer cocô aí corro pegar o peniquinho, o xixi, por enqto, só me avisa depois q fez. Sei q tenho q ter paciência, mas morro de dó de deixá-lo de fralda com esse calorão.
De uns dias pra cá está tão difícil fazê-lo comer. O Lucca passou por isso já??
Bjo

Luna disse...

Oi Gi, essa fase é difícil mesmo, mas faz parte do desenvolvimento das crianças, temos que ter paciência e firmeza. O Felipe entende tudo que falamos quando lhe interessa, caso contrário, olha pra nós e continua fazendo suas artes. Ele também não fala quase nada, mas ano que vem vai pra escolinha e tenho certeza que vai ajudá-lo bastante a desenvolver a fala.
A foto do Lucca tá um doce!

Bjinhos

Valquíria disse...

É Gi, pelo jeito isso acontece com todas as crianças dessa idade, deve ser mesmo uma fase e depois passa enquanto isso vamos redobrando a nossa paciência de mãe!rs
beijos
Val e Gui

Mamãe Nathi disse...

Gi, queridaaaaaaaa!!!
Essa fase é punk mesmo.
Te entendo!
Mas sem querer ser repetitiva, é fase, já vai passar...
Lá em casa, falamos com a Ana, a cara de bravo do pai, funciona mais que a minha. Colocamos a Ana pra 'pensar na atitude' e às vezes tb funciona...
Mas infelizmente, não há receitas... O negócio é se encher de paciência e ir tentando.
Fale com o pediatra mesmo, ele pode te ajudar.
Ah! E eu apóio totalmente a escolinha. Você vai ver que o pequeno vai ficar mais calmo, com o soninho e alimentação na hora certinha.

Beijos!!!

Maria José disse...

Amiga eu também já passei por essa fase
Força tens de ter muita força
beijokas

Cris disse...

Nossa, acho que ainda não estou preparada pra isso...rsrssss...
E o pior é que os danados são lindos de morrer, oh vida...

Adriana disse...

Minha Giulia também está passando por uma fase parecida...não tão rebelde, mas parecido. Ela deu para bater quando está brava. Já revidei com tapinha nas mãos dela o que não faz nenhum sentido óbvio. Como eu vou ensinar a não bater se eu mesma revido?? então agora quando ela bate eu seguro o braço dela com bastante firmeza, olho nos olhos dela e digo que estou muito triste com o que ela fez, é feio, mamae não gosta...faço ela dar um abraço de desculpas....tem dado resultado.
Uma vez ela precisou ficar sentado no sofá, "pensando" no que fez...antes de deixá-la descer expliocamos o porque dela ter ficado lá.
Por fim, acho que quando seu Lucca entrar na escolinha essas atitudes mudam. Lá eles aprendem a conviver e lidar com as regras.
bjs

Kelly - Retrato de Mulher disse...

Primeiro... Muita calma nessa hora !
Vc poderia ficar preocupada se ele não estivesse passando por isso, já que a maioria das crianças com mais ou menos a mesma idade do Lucca estão deixando seus papais e mamãe igualmente de cabelo em pé... rsrsrs
Acho que com os meninos tudo isso vem um pouquinho mais temperado, pois as meninas pela propria natureza são mesmo mais tranquilas.
Em casa o Matheus já é fregues de carteirinha do cantinho do castigo, e os resultados são otimos, pois com essa atitude eu nao preciso gritar, me extressar, ou tentar corrigir uma mal criação ... penso que tanto nos quanto os pequenos precisam de alguns minutos para respirar e refletir. Depois de 2 minutos tudo está bem mais calmo, e ai sim, posso conversar com ele e de fato corrigir o problema.
Não vou dizer que o Matheus nunca levou umas palmadinhas, já levou sim, mas acho que as palmas realmente não resolvem, já o castigo pra mim tem sido de grande utilidade ! rsrsrsr

Fique calma e logo vc encontrará uma maneira toda pessoal de corrigir o pequeno Lucca tbm.

Boa Sorte e Paciencia Amiga !
Ps... Ele tá mesmo muito lindo com esse novo cabelinho !

Bjusss

Helena, mãe do Enzo e da Giovana disse...

Gi, eu leio sempre e nunca posto, mas não posso deixar passar essa semelhança incrível com seu post e o meu Enzo.
Bem, aqui não foram os Terribles Twos, foram o Horrible threes(rs)
O meu querido bonzinho, bem humorado, se transformou. E o que mais me irritava, sinceramente, não era ele. Era a minha incapacidade (como mãe, que tem que dar conta de tudo) de lidar com a sensação de incompetência minha. Ver meu filho sofrendo, porque essa era a verdade. Ele sofria!
Fui atrás de um bom homeopata e está calmamente voltando a ser o menino arteiro de sempre. Porém, feliz!
Não tem regra. Isso passa, porque é uma fase. Mais que lidar com ele, tem que saber como lidar com vc! A explicação de alguns para o Enzo, era o ciúme da irmã que sempre é a mais sorridente, está sempre de bom humor e isso contagia todo mundo. Então, era o jeito dele de se sobresair. Aí, o lance é outro. Mas, acredite, passa!
Quanto a fraldas, se quiser a gente conversa em off, mas o Enzo saiu das fraldas com 3 anos e 1 mês. Foi o tempo dele, e foi a coisa mais tranquila e natural que existiu. Saiu diurna e noturna juntas e nunca teve escape. Eu soube respeitar o melhor momento, e vi que foi a melhor coisa que fiz, sem nenhum estress.
No mais, força aí!
E que venha os Dangerous fours...hehehe
Beijo grande.

Helena Pazzetti, mãe do Enzo e da Giovana.

Nanda disse...

Gi,
Lendo seu post, confesso que me confundi algumas vezes achando que estava no meu blog.. hehehehe Está tudo muito igual, o Gael está fazendo quase as mesmas coisas.. Confesso do fundo do meu coração que alguns dias eu sento e choro.
Fico perdida. Não sei se estou fazendo certo. Me sinto culpada também por ficar o dia todo fora, e nos finais de semana qdo ficamos mais juntinhos ele me "suga" até a alma. Tb dei o primeiro apertão e doeu mais em mim no que nele.. porque o danadinho ria sem parar. Sinceramente, acho que passa. Todo mundo diz que passa. Mas até passar sei que precisaremos dar muito amor, atenção e carinho. E é claro tempo pra vc tb.
Se cuida... beijos

nhirla disse...

Lendo os comentários me lembrei de dizer que com Elis, antes da irmã nascer ela nao falava quase nada mesmo, so mame e papai e agua, após o nascimento da irma ela soltou a lingua e hoje ja fala nuita coisa do jeitinho dela é claro, mas acho que qdo ele for a escolinha e tiver contato com outras crianças vao "soltar" a lingua. E ela tb quando faz algo que não pode(tipo brincar com o lixo do banheiro(!!)etc)eu coloco ela de castigo, funcionou muitoo bem com ela, 2 minutinhos e pronto, no começo ela chorava de dar dó, soluçava e não queria sentar, mas ai com o tempo bastava eu falar "castigo" que ela já ia sozinha sentar no cantinho da sala, depois eu falava o que nao podia( com um tom e cara bem séria) e depois dava um beijao nela....Beijoss

princesarafa disse...

Oi, Gi, sempre dou uma passadinha no seu blog (que é lindo) mas nunca comentei... mas acabei de ler sobre a terrível fase das birras, aqui em casa tem acontecido a mesma coisa, minha Rafa (que tem 1 ano e oito meses) só não bate, mas faz um escânlo quando é contrariáda, pra tomar banho então, prece que estou maltratando ela de tanto que chora, e olha que ela sempre gostou de banho... mas é fase, por mais difícil que seja, temos que ter paciência, né?... Bjs

Janaina disse...

Nossa, eu eu achando os 8 meses do Nick um stress. rs
Tennho lido muito, e vi que realmente os dois anos é uma idade complicada, estou tentando, já ensinar o NAO, e até agora ele obedece. Uma coisa que aprendi morando nos EUA foi ensinar os sinais de BB pra ele, ele tem quase 9 meses e já avise que tem fome, sede, e que a fralda esta suja, acho que isso ajuda para que ele nao fique tao estressado tentando se comunicar. Aprendi tbm, rs, que meninos sao mais lentos do que meninas. Mas, acredite, estou aprendendo muito com vc, rs
Boa sorte com o Lucca.
Bjs

Andreza disse...

Olá!! leio sempre teus post, mais pouco comento, mais esse não pude deixar de comentar!!!
Omeu Danillo faz exatamente o que o seu baby está fazendo, tb ficos sem saber o que fazer, já que quando brico, ele só sabe ficar rindo.. a pior de todas foi quando ele abriu a parta do carro no meu de uma via de grande circulação aqui no rio de janeiro.. não sabia se pegava ele ou a bolsa que ficou pendurada...
espero que essa fase passe rápido pois tb não estou aguentando, o pior é que dizem que só piora..
Beijosssssss

Sheyla disse...

Gi, sempre leio o seu blog, tenho um filhote lindo e que tb apronta as suas, tem 1 ano e 9 meses. Lá na comunidade soluçoes para noite sem choro, tem um tópico que fala sobre o desfralde, dá uma lidinha, quem sabe possa te ajudar. Um abraço, Sheyla

Desfralde

avaliar as motivações e nível de maturidade da criança antes de iniciar o processo de desfralde.
Dê uma olhada nessa lista de dicas para avaliar se seu filho está pronto para começar desfralde:
1) avisa quando faz xixi ou cocô na fralda, pede para trocar
2) muda comportamento quando está fazendo cocô (para, se concentra, vai para um canto, debaixo da mesa, etc)
3) Os cocôs do seu filho são previsívies, sempre na mesma hora do dia
4) Quando acorda de uma soneca, a fralda está geralmente seca ou quase seca
5) Entende o significado de palavras como molhado, seco, limpo, sujo, xixi, coco, pinico, fralda, etc.
6) Entende e atende pequenos pedidos como: guarde o brinquedo na caixa.
7) Nota quando alguém está usando o banheiro, fica curioso, quer dar descarga
8) Consegue ficar períodos de poucas horas com a fralda seca
9) Tem entre 24 meses e 30 meses ou mais
10) Tem um bom vocabulário, se comunica bem
11) A criança tem certa independência, quer fazer tudo sozinho, por roupas, por suco no copo, etc..
12) quando seu filho quer fazer os items acima, você tem paciencia de ensiná-lo, ou prefere fazer por ele pois é mais rapido e facil?
13) E você, mãe, está cansada de trocar fraldas, ou no fundo não se importa ainda com isso?
14) Existem mudanças de rotina na família em breve, irmaozinho chegando, viagens, etc? Se sim não é o momento certo.
15) voce considera o desfralde porque: alguém te disse que está na hora, porque seu filho está com quase 2 anos, seu instinto diz que seu filho está pronto para isso, a escolinha do seu filho requisita o desfralde, ou porque seu filho está interessado e já pediu para usar o pinico ou ficar sem fraldas mais de uma vez?

Essa lista está num livro de Elizabeth Pantley sobre desfralde.
Já se falou aqui que um indício que a criança esteja "pronta" para iniciar o desfralde é a capacidade de subir escadas sem ajuda.
Mas acho que temos que avaliar a maturidade da criança não somente em termos físicos, mas emocionais tb, né?
Assim a criança toma parte ativa no parte do processo. Alem do que na escolinha tem o exemplo dos amiguinhos mais velhos que já usam o pinico, isso ajuda.

Raquel disse...

Você é a amiga da Nini? Se for te achei por coincidencia, pois estava fazendo uma busca com o nome do Pediatra da minha filha e acabei parando no seu blog... aproveitando Parabéns pelo blog!
Não sei se lembra de mim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...