31 maio 2011

Paris - Como Ficou Quem Ficou

O retorno de Paris foi mais longo do que eu imaginava. Houve atraso na saída do vöo, atraso no pouso, atraso para passar pela Receita Federal e até atraso para meu taxi chegar. Com a ansiedade que eu estava para botar os pés em casa, tudo isso foi multiplicado por dois.
O que estava previsto para acontecer às oito da manhã, acabou acontecendo às onze. Mas, não foi menos emocionante por isso.
Você dormiu até dez e meia da manhã. Parece que queria esperar para ver se o destino deixava eu cumprir minha promessa de te acordar. Como não rolou, você acordou, mamou, trocou de roupa e desceu com o Papai, a Vó Beth e a Biga para me ver chegar.
O taxi então entrou na nossa rua e começou a tocar na minha cabeça a música "O Portão" do Roberto Carlos. Vocês três atravessavam a rua e avistaram o carro. Correram então em minha direção.
Estava um dia lindo de sol, céu azul e frio. Por ser domingo de manhã, a rua era só nossa. Seu sorriso foi o mais lindo que você já deu e seu abraço foi o mais longo e forte que eu jamais recebi.
Você parecia não acreditar estar me vendo! Não demonstrou qualquer sentimento de tristeza ou revolta, não fez birra ou ganja. Você foi perfeito!
Subimos e você me cobrou seu presente. Ganhou uma pista de trilhos de madeira do Thomas e ficou encantado com ela. A casa estava com uma energia tão boa que devia brilhar pra quem olhava de lá de fora.
Contei minhas novidades, abrimos as malas, mostrei minhas fotos, pedimos um yakissoba e almoçamos.
A Vó Beth me mostrou um calendário que ela fez junto com você para contarem os dias até a mamãe chegar. Ficou lindinho e acredito que tenha sido muito útil para você entender a me esperar.
Tiramos um cochilo, comemos pizza e finalmente a noite chegou. Como em todas as noites, você adormeceu em nossa cama. Mas, naquele domingo, quando te levei para seu quarto você despertou e docemente me pediu para dormir na minha cama. Voltamos ao meu quarto, você se deitou entre o papai e a mamãe, e a Biga se acomodou entre os meus pés.
Foi uma cama compartilhada como há muito tempo não fazíamos. E dormimos bem demais.
Ao acordar de manhã, você passou os dedos entre os meus cabelos, e eu pude sentir aquele cheirinho gostoso da sua boquinha de chupeta. Você me olhou nos olhos e me disse que me amava e curtiu muito acordar com a família reunida.
A vida então voltou ao normal. Você brincou, almoçou, foi à escola e voltou ainda mais apaixonado.
Viajar fez bem demais a todos nós. Percebemos como nos amamos e como somos importantes uns para os outros. Soube que nos dias em que eu estive fora, você brincou, se alimentou direitinho, dormiu muito bem  e em alguns momentos sentiu a minha falta mas, que logo a tristeza passava. Você se mostrou um menino seguro, independente e confiante. Cercado do amor do pai, do avô e das avós, conseguiu me dar tranquilidade para passear e aproveitar minha viagem. E ainda me mandava lindos beijos pelo Skype.
Realmente, chegamos a conclusão, eu e seu pai, de que estamos fazendo um bom trabalho.
Filho, você é demais! Família, vocês são tudo!

  

11 comentários:

Janna disse...

Oi... já sigo seu blog há algum tempo, mas nunca comentei...
Hoje, especialmente me emocionei com seu post...
Também viajei há uma semana, fiquei 3 dias em São Paulo e qdo voltei, senti quase que as mesmas sensações que você...
É muito bom voltar pra casa e ter um carinho tão grande de uma pessoinha tão pequena... e a gente fica ainda mais apaixonada, né???
Melhor ainda é ver o quanto seguro e independente eles se tornam e mesmo assim sempre serão dependentes do nosso amor, nosso carinho, nosso colo...
Parabéns pelo filhote, pela família...

Confissões de uma mãe de primeira viagem disse...

ai que lindo o relato da chegada ...estou aqui chorando, emocionada, imagino você ao ver o Lucca te esperando...
lindo
bjos

Nathália disse...

Que lindo!! Que bom que deu tudo certo! e que filhote mais fofo! Parabénssss... Deus continue abençoando sua familia ricamente!!

ah... chegou o meu presente da Ligamundo, e minha filha amoooou!! ♥ Já fiz uma postagem especial, depois vc passa lá!

Bjks

Sandra disse...

Que lindo,
Deve ter sido muito emocionante para todos. Parabéns pela coragem, eu acho que não conseguiria ficar longe da minha filha por mais de um dia...
Bjs

Dany disse...

Muito lindo Gi!
Essas separações temporárias são importantíssimas para todos.
Bj bochechudo
Dany

Mariléia da costa disse...

SIMPLISMENTE LINDO.


FELICIDADES 1000!!!!!!!!!!!

Funny Paper disse...

Precisamos ter nossos momentos sim, faz muito bem, concordo em tudo com vc... melhor ainda é voltar e reencontrar quem amamos!

Bjs

Sil

Elaina disse...

Que lindo Giovana!

É tão gostoso vermos que nosso trabalho de mãe está saindo bem, não é!?

E não sou muito favorável à cama compartilhada, mas nesse caso dou maior apoio! E que delícia deve ter sido dormir com seus amores depois de tanta saudade… Isso não tem preço.

Fico feliz por vc ter aproveitado a viagem e mais ainda por essa família maravilhosa que tem.

Bjos

Elaina
http://www.vidademae.net/

s disse...

Oi Gi!
Como é bom estar de volta... e encontrar uma família feliz e ansiosa pela sua chegada... Assim como nós que também ficamos acompanhando pelo blog, um comentário novo!
Que experiência fantástica..
Super beijo, Síl e Duda

Eliane disse...

E Gi,
Não sei se estou meio sentimental hoje, mas estou super emocionada ao acabar de ler seu post e ouvir a música do Roberto Carlos. Meus olhos estão cheio de água!
Ainda não tive esse coragem que você teve, de deixar meu pequeno para tras, mas sei que na hora em que for necessário darei conta de deixá-lo, mesmo que com o coração partido!
Um grande beijo,
Eliane e André

Anônimo disse...

Really good post!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...