24 maio 2011

Estou Indo. E como Fica quem Fica?


Muitas mamães tem me perguntado como eu vou ter a coragem de viajar e deixar o Lucca aqui, sem mim. Pois bem, vida de mãe é mesmo assim: quando não está dormindo, está se sentindo culpada por alguma coisa. Ainda mais com uma cara dessa de pidão que o Lucca está na foto.
Meu lado sentimental, logicamente fica balançado. Me questiono se estou fazendo o certo, se não estou somente pensando em mim, se isso não será ruim pra ele, se ele vai ficar bem.
No entanto, desde que o Lucca era pequenininho que temos atitudes com ele que o tornaram  uma criança bastante segura e confiante. Por exemplo: jamais menti pra ele, dizendo que chegaria logo quando, na verdade, iria demorar; sempre que prometo as coisas pra ele, eu faço questão de cumprir; converso muito com ele, esclarecendo onde vou e o que vou fazer, mesmo que seja pra ir ao shopping ou sair pra comer; deixo sempre o telefone e o skype ligado, caso ele queira muito falar comigo e, como nao poderia faltar, digo que se ele se comportar, ainda trago um presentinho...rs. Ele topa na hora e ainda me manda embora!
Assim, quando tive que me internar para a curetagem no ano passado, foi a primeira vez que nós dormimos separados. Mas, os maravilhosos avós que ele tem estiveram presentes o tempo todo, eu expliquei pra ele que no dia seguinte estaria de volta e deu tudo certo.
Em abril passado, precisei acompanhar o maridão ao Rio Grande do Sul e lá ficamos por duas noites e três dias. Assuntos profissionais, portanto, o Lucca não poderia ir. Mais uma vez, ele ficou em casa, seguiu sua rotina, teve a companhia das queridas avós e tudo deu muito certo. A Vó Beth chegou a fazer uma folhinha de giz de cera onde mostrava o dia que eu tinha ido, o dia que estavam e o dia que eu voltaria. Isso o deixou muito seguro. Fora que nos falávamos pela câmera do Skype várias vezes ao dia.
E agora, será diferente e melhor, já que o papai ficará junto com ele, o que me dá uma segurança extremamente gigante, já que estarei bem mais longe e o período de ausência será bem maior.
Mas, acima de tudo e de qualquer coisa, não podemos achar que somos insubstituíveis. Devemos criar alternativas de vidas diferentes aos nossos filhos. Assim como estou indo por opção, em dezembro precisei me ausentar pela minha saúde. E aí, como fica uma criança que não está devidamente preparada para essa separação?
Fiquei arrasada, eu confessei aqui, quando o Lucca dormiu na Vó Lurdes a primeira vez, mas isso foi extremamente gratificante pra mim, de saber que o estou criando bem, sem neuras e com segurança. Afinal, conforme diz Gibran Kahlil Gibran, no livro "O Profeta": -"Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas (...) Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria. Pois, assim como ele ama a flecha que voa, ama também o arco que permanece estável".
Bom, estou indo. E o próximo post será no dia do meu aniversário, 26 de maio, direto de Parissss!   
Jusque-là, meninas!

5 comentários:

Lu,mamãe do Deko e da Leka disse...

Boa Viagem..é dificil,mas as vezes necessario deixar eles,ja tive que fazer isso muitas vezes,foi dificil,mas no final tudo saiu bem,quem acabou sentindo mais foi eu,ele nem deu bola..Beijinhos se cuida

Anônimo disse...

Olá foi a 3ª vez que vi a tua página e adorei tanto!Bom Projecto!
Adeus

Deia disse...

Boa viagem, bom passeio, agente sofre um pouquinho, mas no final tudo dá certo e eles ficam muito bem.

bjs

Angel disse...

Gi, boa viagem, vá em paz, que Lucca já é mocinho, e ficará bem!
nós temos que lembrar sempre que agora somos mães, mas já éramos pessoas antes desses pequenos existirem! temos que continuar sendo! vc mesma uma vez postou um texto sobre a mãe desnecessária, e ele se encaixa perfeitamente agora!
triste é a situação q estamos vendo acontecer, no quarteirão onde minha mãe mora... uma mãe de 21 anos faleceu dentro de casa, após se sentir mal e estar sozinha, deixando um pequeno de 9 meses que ainda mamava no peito! é duro pensar, mas ele ficou, a vida dele tem que seguir... a gente se angustia em pensar no sofrimento dele, na necessidade que ele deve estar sentindo da presença da mãe, e que, ao contrário do Lucca, não vai passar nunca! família muito simples, a avó está enfrentando todo tipo de dificuldade, com leite, fralda, roupa... nem berço o pequeno tinha, acabei de doar o do Ícaro pra ele! e nós vamos ajudando da maneira que dá!
aproveite muito, curta esse passeio sem culpas ou neuras, vc é a melhor mãe do mundo! te admiro demais!

Eu e minhas três bonecas... disse...

Vá sem culpa e aproveite!
Também faço aniversário dia 26!!!!
Beijos
Gabi

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...