15 maio 2009

Nós e o açúcar

A alimentação do Lucca é uma das maiores preocupações que eu tenho. Vivo me questionando se estou fazendo tudo certo, se não o estou privando de coisas importantes e se estou certa em todas as minhas escolhas. Na verdade, lógico, ninguém é perfeito. Mas sempre tive na minha cabeça, mesmo antes de ter um filho, que quando o tivesse, não deixaria aquele organismo limpinho e novinho ser exposto a coisas prejudiciais à sua saúde. Pelo menos enquanto tudo dependesse só de mim. Sempre achei um pecado dar refrigentante, por exemplo, a bebes. Cada um faz suas escolhas, mas eu tenho dó. Eu não vivo sem minha coca-cola mas fui apresentada à ela bem tarde e, mesmo assim, quando eu era criança refrigerante era coisa de domingo ou de restaurante e olhe lá. Depois de adulta, tomo coca-cola sempre que posso...sou viciada! Mas, não acho que isso seja um hábito saudável. Penso asim: o Lucca não conhece coca-cola, nunca viu, nunca teve vontade e nunca pediu. Por que então vou colocar aquilo na boquinha dele? Quando ele começar a pedir, tiver vontade, aí a coisa muda. Não sou uma maluca radical. Ele vai experimentar e se gostar, vai consumir. Mas, com moderação...rs*. E assim eu penso com relação a tudo muito industrializado, cheio de químicas e de açúcar. Quero que ele tenha bons hábitos, como gostar de frutas e de beber muita água (coisas que eu não faço), porque sei que ele os carregará pro resto da vidinha dele. Também quero que ele descubra o prazer em várias outras coisas da vida e não só na comida. Porque comer é bom e é gostoso demais mas a vida tem várias outras coisas que nos propocionam esse sentimento, como brincar, nadar, ver um filme, ir à praia, conversar com que se ama. E é isso que quero. Não me agrada a idéia de supervalorizar o prazer pela comida. Falo isso por experiência própria. Amo demais comer (besteiras) e desconto todas as mnhas frustrações e decepções me compensando na pizza ou no chocolate. Por sorte, não tenho tendência a engordar, o que não me livra a possibilidade de desenvolver alto colesterol ou diabetes. Isso não é legal...
Bom, logo postarei sobre almoço e jantar - outro assunto que me deixa de cabelo em pé. Hoje estou colocando um artigo da Pais e Filhos sobre açúcar. Acho que quanto a isso estou no caminho certo.

AÇÚCAR
O bebê reconhece o sabor doce desde a sua primeira refeição, o leite materno. Mas o paladar para alimentos salgados precisa ser aprendido. Não é de estranhar que a criança se apaixone ao ser apresentada ao açúcar. A gente não tem de incentivar esse gosto. Aliás, quanto mais tarde seu filho conhecer esse ingrediente melhor.E, por favor, não precisa nunca pôr açúcar refinado (o branco, do açucareiro) em praticamente nenhuma fruta, que já é naturalmente doce. Deixe seu filho se acostumar a comê-la ao natural. Açúcar é o exemplo máximo das chamadas calorias vazias: dá energia, sim, mas sem nenhum beneficio extra: não tem vitaminas, minerais, fibras... Ou seja: a criança sacia a fome sem ganhar nada com isso, a não ser quilos extras. Além disso, o açúcar adere aos dentes e, se não escovar na mesma hora, as bactérias fazem a festa e é cárie na certa. Claro que seu filho pode experimentar algodão doce, bala, pirulito e todas essas delfcias. O segredo é a moderação. Quanto menos, melhor. Espere que a criança complete no mínimo 1 ano para apresentá-la ao açúcar ou a guloseimas que o levem na receita. Se conseguir, aguarde mais, até os 2 anos. De 1 a 3 anos, o máximo é duas colheres de sopa por dia. Até os 10, não mais de três. Lembre-se de que o ingrediente também está presente em balas, chicletes, refrigerantes..
SUBSTITUIR OU NÃO
ADOÇANTES - devem ser usados com recomendação médica, em casos de obesidade ou diabetes.
AÇÚCAR MASCAVO - tem quase o mesmo número de calorias que o branco (376 kcal/100g contra 387 kcal/100g), mas traz magnésio, potássio, fósforo e cobre.
MEL - o valor calórico é semelhante (339 kcal/ 100g) e proporciona algumas vitaminas como B6, C e riboflavina. Não ofereça mel a crianças com menos de 1 ano, pois ele pode desenvolver uma doença grave, o botulismo.
Revista Pais e Filhos - ed.428

Notícias: aqui em casa já estamos bem. A virose já se foi e estamos todos na ativa novamente. Quanto ao Patrick, após o acidente ele passou por nove horas de cirurgia onde vários orgãos foram reconstituídos e vem sendo mantido em coma induzido. Ontem soube que ele urinou, o que representa bom resultado na cirurgia, e abriu os olhos. Viu a mamãe e ficou bem agitadinho! Que alegria, né? Mas, logo foi sedado novamente porque precisa descansar para se recuperar bem. Agradeço o carinho de todos e peço que continuem com as orações. Estamos todos muiiiiito confiantes de que ele sairá dessa e logo estará curtindo ao lado do irmãozinho que logo chegará!!

12 comentários:

Mamãe Nathi disse...

Concordo contigo e acho que estás indo pelo caminho certo...
É o que meu marido sempre diz, ela não conhece, por isso não pede e por este motivo não devemos oferecer.
Quando eles começarem a pedir, aí a coisa muda de figura, enquanto isso, vale a pena, privá-los desses corantes...
Bjs***
Bom findi!!!

Paloma, a mãe disse...

Também sigo este caminho. Não é só o excesso de açúcar que me incomoda, mas também o de sódio, corantes megaartificiais, frituras, afff

Elaine disse...

alimentação sempre me deixou de cabelos em pé tb, ate hoje nao ofereci refri pro Cauã, mas minha família ja oferece desde cedo. isso é até motivo de brigas por aqui. Agora Cauã ja sabe o que é, mas nao gosta não. as besteirinhas que ele gosta são pipoca doce, danoninho, bala e pirulito. Mas evito dar, só de vez em quando.

Melhoras ao Patrick.

Rita Bonifácio * Mãe do Davi* disse...

oI..gI OTIMO POST..aqui em casa o Davi come de tudo SAUDAVEL..é opção minha mas nunca dei danoninho, bolacha recheada, doce, refrigerante nem pensar, suco de saquinho nunca tomou tb.
A Alimentação do Davi é a base de legumes, verduras, proteina animal, e frutas...para não ser tão rigorosa estou dando biscoito de polvilho salgado e bolacha de leite Ninho.
SEi que ele vai querer experimentar doces e essas coisas...e vou permitir mas essa escolha vai ser ele quem vai fazer.

Bjos...
adorei a foto !!!!!!!!!!!!!!!
Um beijo cheio de açucar pro Lucca..rsrsrs

Márcia disse...

Oi Gi. tem toda razão em relaç]ao a apresentaçao do açucar aos bebes. Apesar que as vezes eu deixo o Tiago experimentar do meu sorvete, tenho consciencia que devemos atrasar ao maximo o açucar a eles.
Dou danoninho ao Tiago porque o pediatra liberou, pois como ele nao mama na mamadeira precisa de mais calcio vindo de outras fontes.
beijinho e bom domingo

Maria José disse...

Excelente post e concordo em tudo com o que dizes.
bjokas

Anônimo disse...

Oi Giovana!
Entrei aqui para saber novidades do filhinho da sua amiga!Estou em oraçoes por ele! E ,entao, como esta a situaçao de saude?Ja p^ode voltar para casa com a mamae?

Bj, Daphne

Carolina disse...

Morar longe da família me ajuda muito a colocar bons hábitos aqui em casa. Certa vez minha sogra ofereceu bolo de aniversário para o Gabriel e ele vomitou tudo o que tinha comido antes. Mas bem que avisei que ele nunca tinha experimentado antes. Então, só ficamos nas frutas, iogurte, almoço, jantar, leitinho, sucos e de vez em quando biscoito de polvilho. Bjos e boa semana.

Pedro e mamãe Julianna disse...

Mas, como cresce esse menino, tá lindão!!

Sobre as guloseimas...tbém evito, nunca dei refrigerante, às vezes uso uma colher rasa de mel de abelha para doçar uma vitamina de banana ou mamão e ele adora. E uma vez ou outra dou bolo, bolacha (sem recheio), iogurte...Mas, nos fins de semana.

bjos
Juli

fashionmamabybru disse...

Concordo com vc em tudo. Acho um absurdo quem da fast food, refrigerante, doces, frituras, coisas industrializadas em excesso a criancas. Eu nao fui criada assim, e agora q o lucca vai comecar a comer espero manter os msm habitos que aprendi com minha mae. eh dificil, mas nao impossivel!!

feliz dia das maes atrasado! o lucca ta cada dia mais lindo, da um beijao nele por nos! e espero q o patrcik melhore cada dia mais!
um beijao bru

Joana Baptista disse...

Concordo plenamente contigo Giovanna! A alimentação até aos três primeiros anos é muito importante!
Quanto ao pequeno Patrick espero que melhore o mais rapidamente possível. É inevitável não sofrer com essa notícia, desde que sou mamã que sofro muito mais com estas tragédias.
Em relação ao convite para o meu blogue já to reenviei.
Beijinhos e miminhos

Dri Viaro disse...

Vim conhecer seu blog e desejar boa semana

aguardo sua visita :)

bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...